Na semana passada publicamos sobre a lei que liberou a prescrição dos medicamentos inibidores de apetite para a obesidade. Esses remédios têm propriedades farmacológicas importantes para o tratamento da doença e muita gente foi a favor da medida. Mas, é sempre bom lembrar que o uso dos medicamentos deve ser acompanhado por um médico.

Para o especialista no assunto, o nutrólogo Durval Ribas Filho, que é presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), um fator primordial na luta contra a obesidade é que o paciente não pode abandonar a dieta adequada nem a prática de atividades físicas e, por isso, é fundamental o apoio da família.

“O primeiro passo para o combate e tratamento da doença obesidade é comportamental, e inclui dieta e exercícios. A farmacoterapia, que é o uso dos medicamentos inibidores, só é indicada quando não houver resultado satisfatório. As cirurgias devem ser a última opção”, explica Durval Filho.

O médico acrescenta que a forma como a família lida com a doença é um fator definitivo para o tratamento.

“Não adianta pressionar, porque isso pode ter um efeito contrário e fazer com que a pessoa coma ainda mais. A melhor maneira de ajudar é trazer para dentro de casa uma rotina mais saudável, em que todos da família estejam dispostos a ter uma alimentação mais balanceada”, explica

Se você é obeso ou tem algum obeso na família, confira as dicas para que juntos vocês possam mudar de comportamento e derrotar a balança.

1- Evite ter doces ou guloseimas na casa

Passe longe das bombonieres cheias de doces ou balas. Isso pode ser um inimigo da pessoa que estiver tentando emagrecer! Não ter esse tipo de alimento em casa pode dificultar que a pessoa os consuma.

2- Não vá ao supermercado quando estiver com fome

Mesmo que o responsável pelas compras da casa não seja obeso, é importante não ir ao supermercado quando estiver com fome para evitar a compra de alimentos desnecessários. Compre somente o que for preciso e saudável.

3 – Escolha apenas um dia na semana para consumir besteiras
Balancear a alimentação é essencial para uma pessoa conseguir emagrecer. Claro que aqueles que estão em uma dieta mais restritiva não devem comer as famosas “porcarias” nem uma vez por semana, mas quando estiverem mais próximos ao objetivo, não tem problema comer algo a mais em um dia determinado, desde que sem excesso!

4 – Introduza frutas, verduras e legumes na alimentação de todos
Um ambiente onde todos têm uma alimentação saudável pode facilitar muito o processo contra a obesidade. Por isso, é importante que todos os membros da casa consumam frutas, verduras e legumes.

5- Seja companheiro!
Às vezes a pessoa que sofre com obesidade está em uma dieta muito restritiva e os outros moradores da casa continuam comendo frituras ou alimentos gordurosos. Isso pode ser prejudicial, porque instiga a vontade do outro, tornando ainda mais difícil de controlar a alimentação. Seja companheiro, evite esse tipo de comida pelo menos quando estiver dentro de casa

6- Monte uma rotina de atividades físicas para a família!
Que tal se a família tiver um dia da semana para praticar exercícios junta? Pode ser no sábado ou domingo. Deixar de ir ao shopping center para dar aquela volta no parque pode ser uma experiência agradável para todos. Escolha uma atividade que seja comum e aproveite o final de semana.

Vanessa Nogueira, responsável pelo site Bariátrica com Saúde, concorda que a mudança comportamento deve vir em primeiro lugar.

“Antes de transformar o seu corpo, transforme a sua mente”, alerta Vanessa Nogueira

Se você é obeso e quer transformar sua mente, vale a pena visitar o site Bariátrica com Saúde,  pois lá você encontrará  uma série de vídeos que irão te ajudar neste momento importante de decisão: fazer ou não a cirurgia?

Vanessa Nogueira, que fez a bariátrica, revela os detalhes dos momentos de pré-cirurgia, os mitos sobre a cirurgia e o pós operatório e através de bate papos com especialistas no assunto ela irá te ajudar a mudar de vida e levar uma vida saudável.

Quer saber mais sobre o Bariátrica com Saúde? Acesse: https://www.facebook.com/bariatricacomsaude/