Pelo menos mais dois casos de violência doméstica foram registrados em Bragança Paulista,no final de semana. Um envolvendo sobrinho e seu tio e tia e outro marido e mulher. Os agressores eram um jovem de 19 anos e um homem de 34 anos, que foram presos.

Conforme o apurado pelo jornal Bragança Em Pauta, policiais militares foram acionados no início da tarde de sábado,  10, para atender ocorrência de agressão na Vila Esperança.

Quando lá chegaram apuraram que o tio e a tia do garoto haviam sido ameaçadas de morte e agredidos com um pedaço de madeira pelo sobrinho, de 19 anos.

Uma das vítima  apresentava cortes na cabeça, pés e cotovelo.

O jovem  estava agitado e agressivo e ofendia todos ao seu redor, inclusive os policiais.

Ao ser informado que seria levado para a delegacia, ele resistiu e passou a ameaçar os policiais, dizendo que era da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) e que mandaria matá-los.

Ele foi contido e levado para o Plantão Central da Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por lesão corporal dolosa e ameaça – violência doméstica, desacato e resistência e apresentado em audiência de custódia.

As vítimas foram socorridas à Santa Casa, sendo uma medicada e liberada e a outra, permaneceu em observação.

Também no sábado, 10, um homem de 34 anos foi preso depois de agredir sua companheira.

Guardas Civis Municipais foram acionados para atender briga de casal na Santa Luzia e no local encontraram a vítima toda ensanguentada.

A mulher relatou que o marido chegou em casa e quis pegar seu celular, o que ela impediu, tendo ele, então, começado a agredi-la, puxando seus cabelos, arrastando-a pela casa.

O homem recebeu voz de prisão e foi levado para o Plantão Central da Polícia Civil, autuado em flagrante por lesão corporal dolosa – violência doméstica – e apresentado em audiência de custódia.

O nome dos agressores não é divulgado para preservação das vítimas.