Mais uma idosa foi assassinada no centro de Bragança Paulista. O caso aconteceu provavelmente, de madrugada, e o corpo da professora aposentada Deise Aparecida Russo, foi localizado por vizinhos, na manhã desta terça-feira, dia 17 no piso superior de sua própria residência situada na Rua Barão de Juqueri, 74, ao lado da Padaria Nova Cardoso.

A reportagem do Bragança em Pauta esteve no local e apurou junto a conhecidos e vizinhos, que Deise não tinha filhos e morava sozinha desde que sua irmã Helo Russo faleceu há alguns meses.

Segundo as informações colhidas no local, uma vizinha estranhou quando encontrou pela manhã o portão da residência de Deise Russo aberto. A vizinha pediu ajuda na padaria.

Os vizinhos então entraram na residência de Deise, que completou 76 anos no último dia 11 de maio, e perceberam que a casa estava revirada.

O corpo da idosa foi encontrado no piso superior do imóvel. Ela estava com as mãos e pés amarrados. Havia muito sangue, e sinais de espancamento. A cabeça da idosa estava coberta.

01ee6d0a-a50a-412f-bda7-e832a2e55d45As Polícias Militar e Civil foram acionadas, e estiveram no local, assim como a Polícia Cientifica que realizou a perícia no local.  A Polícia trabalha com a possibilidade de Latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.

O criminoso, ou criminosos, teriam invadido a residência pelo telhado e entrado na residência com ajuda de cordas.

Este é o quarto assassinato de mulheres registrado este ano em Bragança Paulista.

Dois casos aconteceram em fevereiro, um deles no Bairro Bom Retiro. Luisa Maria Soares, de 58 anos, foi assassinada pelo caseiro. (Relembre o caso: https://bragancaempauta.com.br/mulher-e-assassinada-dentro-de-casa-no-bom-retiro/).

O outro, vitimou Maria Conceição de Oliveira, de 83 anos, que teve sua residência assaltada no Bairro do Matadouro e foi assassinada com pancadas na cabeça por um homem que estava escondido em sua residência quando a polícia chegou.

O terceiro caso veio a público no dia 23 de abril, quando o corpo de Odete Almeida, de 73 anos, foi encontrado embrulhado em panos e saco plástico na Rua Viscondessa da Cunha Bueno, no Jardim Nova Bragança. O caso teve grande repercussão. O principal suspeito de cometer o crime é o próprio irmão da vítima. (Relembre matéria publicada na oportunidade: https://bragancaempauta.com.br/corpo-de-mulher-e-encontrado-em-saco-plastico/)