A greve dos caminhoneiros chega ao seu oitavo dia e já não é mais apenas a greve de uma categoria.

As manifestações em apoio aos caminhoneiros, se espalham pela região, com manifestação da população e diversas outras categorias.

Em Bragança trabalhadores da construção civil se reuniram com mototaxistas e taxistas e fizeram um protesto na Praça Raul Leme.

Em seguida, a manifestação seguiu para a Avenida Antonio Pires Pimentel, onde os manifestantes fecharam a via, impedindo inclusive a passagem de ônibus.


A insatisfação com o que acontece no país é enorme e mesmo com os anúncios feitos pelo presidente Michel Temer, os protestos continuam.

Por causa da falta de combustíveis há filas enormes no Auto Posto Sorriso no Matadouro, que chegam até o Lavapés. O posto divulgou uma nota em suas redes sociais informando que não há combustível e que assim, que chegar fará um comunicado oficial.

A coleta de lixo que tinha sido suspensa no final de semana foi normalizada. A Nossa Senhora de Fátima circula com 50% de sua frota.

Em Atibaia também são realizados protestos. Motoristas de vans de transporte escolar fizeram uma protesto pelas ruas da cidade e seguiram em direção à Rodovia Fernão Dias.

Manifestantes bloquearam inclusive a entrada da cidade.

A Prefeitura de Atibaia decretou estado de emergência e suspendeu as aulas até quarta-feira, 30.

 



Deixe uma resposta