Márcio Barros, conhecido também como Márcio do PT ou Márcio da Habitação, desistiu de sua candidatura a vereador, na noite de sexta-feira, dia 19. O anúncio foi feito em sua página no facebook, através de um vídeo e pegou todo o meio político de surpresa.

Márcio, vinha se preparando para a disputa eleitoral há meses. Deixou a secretaria de Habitação para concorrer ao pleito, criou página no facebook, onde estava inclusive usando uma logomarca com uma casa em suas postagens.

Por causa do trabalho que fez junto a Secretaria de Habitação, que culminou com a entrega de mais de 1600 casas à população, ele foi inclusive sondado por outros partidos, para deixar o PT e concorrer às eleições.

Márcio, entretanto, mesmo diante das crises políticas e tamanha rejeição ao PT no município, não deixou o partido no qual está filiado há 27 anos. Em nota publicada na sua página na manhã deste domingo, dia 21, ele declarou:

“Muitos me questionam o porquê de eu não ter saído do Partido dos Trabalhadores (PT), com toda a repercussão negativa da legenda no país. E eu reafirmo a vocês, que a corrupção nunca foi e nunca fará parte do meu caráter. Por esta razão, eu não devo trocar de partido por erro cometido pelos outros.
Tenho convicção e história neste partido e sou contra o troca-troca de partidos e de grupo político. Para mim, isto é oportunismo as vésperas de eleição. Tenho uma linha de conduta pessoal e seguirei com ela”.

Ele disse ainda que todos os partidos são formados de pessoas, e que pessoas erram.

” É assim na vida e na política não é diferente. Deixo claro que sou da opinião que quem erra, independentemente de qual partido seja, deve ser punido pela Justiça. Tenho uma história antiga dentro do PT, são 27 anos de militância. Foi dentro deste partido que aprendi a lutar por condições melhores de vida para a população”.

Na nota ele disse ainda que muitas vezes a mudança não é grandiosa de uma hora para a outra e nem ocorre com o trabalho de uma pessoa só.

“Não basta desejar a mudança, esta deve começar por você mesmo.
Sempre com honestidade, determinação, humildade e fé. Foi isto que aprendi com minha família e é nisto que acredito”

Ele ressaltou ainda que desistiu da candidatura mas continuará trabalhando em prol da campanha de Bruno Leme e Mateus Cruz na construção do que ele chama de “um projeto mais consistente e com força para avançar”.

 “Posso contribuir muito mais para a construção de uma comunidade mais justa e igualitária, assim sendo decidi retirar minha candidatura a vereador pelo Partido dos Trabalhadores para o pleito eleitoral de 2016 e continuar à caminhada através das ações diretas de empoderamento do Povo, com o contato sem entraves”.