Na segunda-feira, dia 15, abriu a licitação para contratação de organização social para operacionalização do atendimento das Unidades de Pronto de Atendimento (UPA) e também do Serviço Móvel de Urgência (SAMU).

Apenas duas entidades participaram do processo  a Reviva Saúde e o Instituto Med Life. Ambas as organizações foram habilitadas.

O processo licitatório teve início as 9h30 e até o final da tarde, a comissão analisou a documentação das organizações. Os envelopes com as propostas técnico-financeiras foram abertas, porém a sessão foi suspensa para análise das mesmas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Durante a licitação a Reviva foi representada por Marco Aurélio de Araújo enquanto que o Instituto Med Life foi representado por Lourival Avelino de Almeida.

A Reviva Saúde atua em Bragança Paulista desde setembro, quando assumiu a coordenação das unidades básicas de saúde no lugar da Associação Brasileira de Beneficência Comunitária (ABBC). A entidade teve seu nome citado em uma investigação feita pelo Ministério Público, em Campinas e chegou a atuar durante três meses, de forma emergencial na UPA e no SAMU.

Já o Instituto Med Life é o responsável atualmente, em caráter emergencial, pela UPA e pelo SAMU. A entidade esta coordenando os trabalhos no local desde o dia 28 de dezembro.

 

 

Deixe uma resposta