Foto: Arquivo Prefeitura

A reportagem do Bragança em Pauta recebeu na manhã desta quinta-feira, dia 18, denúncias de que médicos e dentistas estariam sem receber da Associação Brasileira de Beneficência Comunitária (ABBC), organização social que presta serviços à Prefeitura de Bragança Paulista na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e unidades de saúde.

A informação recebida era de que por causa dos atrasos nos salários, teriam sido prejudicados os atendimentos nos postos do Toró, Vila David, São Miguel, Vila Aparecida e Lavapés.

Diante da denúncia a reportagem entrou em contato com o direto da ABBC Amando Ganem que informou que o pagamento dos médicos e dentistas estavam sendo realizados hoje. “Mensalmente eles estão recebendo 50% no dia 15 e 50% no dia 25.Expecionalmente esse mês estão recebendo os primeiros 50% hoje”, disse.

O diretor da entidade, informou ainda que foram atingidos por este atraso temporário médicos e dentistas da UPA, SAMU e unidades de saúde.  Segundo nota da Prefeitura “este diminuto atraso, de menos de 36 horas, não atingiu aos mais de 400 funcionários que prestam serviços à ABBC, mas apenas a um grupo de aproximadamente 120 médicos e dentistas, especificamente, que terão seus direitos regularizados nas próximas horas.
A Prefeitura informou ainda que este em dias com os repasses à ABBC, sendo que hoje inclusive foi realizado um deles.

O diretor da entidade, reconheceu que os atraso de 3 dias é de responsabilidade de ABBC. “Tivemos que ajustar alguns processos internos de governança, como exemplo, assinaturas das notas fiscais dos profissionais por 3 níveis hierárquicos (gerência, superintendência e diretoria). O processo já está ajustado e como consequência o mês que vem já será normalizado o pagamento, nas datas acordadas”, disse.

A Prefeitura esclareceu ainda que “todos repasses e pagamentos são acompanhados, e, portanto, de conhecimento periódico da Comissão de Avaliação e Acompanhamento do Contrato”.