O sábado, dia 2, foi marcado por duas manchetes de jornal positivas para o Meio Ambiente. O Bragança Jornal Diário estampou como manchete “Parque Ecológico no Tanque do Moinho está a um passo de ser implantado. Enquanto isto, o Jornal da Cidade destacou: “Parque das Américas poderá ser entregue em cem dias.”

Dois assuntos ótimos para o meio ambiente, mas a pergunta que fica é: e o Lago do Taboão?

A sensação que a população tem é que o poder público não consegue cuidar nem do mais tradicional cartão postal da cidade, como vai cuidar de outros parques?

Basta caminhar as margens do Lago do Taboão, principalmente nas manhãs de sexta, sábado e domingo, para encontrar muito lixo: garrafas, sacos plásticos, embalagens de preservativo. O abandono é visível.

Os brinquedos do Parque da Magia praticamente não tem mais condições de uso. Quebrados, colocam em risco a segurança das crianças.

Nem parte da grade que caiu com as fortes chuvas no início de janeiro, a Prefeitura arrumou.

O Tribunal de Contas paralisou recentemente a licitação para revitalização do entorno do Lago do Taboão. A abertura dos envelopes aconteceria no último dia 28, mas após denuncias de possíveis irregularidades na licitação, a mesma foi paralisada.

Só falta alguém, nesta altura do campeonato, querer jogar a culpa no Tribunal de Contas pelos problemas do Lago.

A novela do Lago é longa. Vem desde a administração de João Afonso Sólis (Jango) que assinou o convênio com o Departamento de Apoio ao Desenvolvimentos das Estâncias (DADE) que previa não só a revitalização do entorno do Lago, mas também o desassoreamento.

A administração Fernão Dias, mudou o objeto do convênio, dividindo a primeira etapa das obras em revitalização e a segunda em desassoreamento.

Além disto, assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público em outubro de 2014, que prevê que algumas metas sejam cumpridas até o dia 31 de julho, com possibilidade de multas que variam de R$ 5 a R$ 10 mil por dia.

Pelo andar da carruagem é óbvio que o TAC não será cumprido. O próprio secretário Francisco Chen de Araújo Braga já anunciou que negociará o caso com o MP novamente.

Vamos esperar o fim da novela Lago do Taboão e torcer para que estes dois novos parques não tenham a mesma trajetória.

Torcer para que após implantados, o poder público possa cuidar dos mesmos com muito mais zelo do que olha para o Lago do Taboão, que continua pedindo socorro.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA SECRETARIA

Além de expli1936101_890217747774156_3332889341381282874_ncações pelo futuro do Lago do Taboão, os leitores do Bragança em Pauta, pedem explicações sobre o horário de funcionamento da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Desde maio, a secretaria funciona para o público das 9h às 12h. A justificativa apresentada na época era de que o prédio estava passando por reformas no telhado e o Meio Ambiente seria transferido para outro local. Ainda não havia destino para o prédio alugado.

A obra deveria terminar em maio e a mudança ocorrer  no mês de junho.

Maio e junho terminaram e o que ainda encontramos no local e um cartaz indicando o funcionamento apenas em meio período.