Moradores da Hípica Jaguari, em Bragança Paulista, reclamam de obra inacabada. Prefeitura não deu prazo para fim da obra.

Lama em dias de chuva, poeira em dias de sol e um verdadeiro transtorno para trafegar, seja a pé ou de carro. Esta tem sido a rotina de moradores das ruas Júlio Vilches e Benedito Pereira de Souza, no bairro da Hípica Jaguari, em Bragança Paulista.

Moradores entraram em contato com a redação do Em Pauta e afirmaram que a obra iniciada pela SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) teve início há cerca de dois meses e até o momento não foi finalizada.

Conforme pode ser visto, as ruas estão “cortadas”, cheia de terra, sem guias e sarjetas adequadas e ainda com material de obra abandonados, como tubos de concreto, por exemplo.

Por meio de nota, a assessoria de imprensa da SABESP informou que “não tem obras em andamento nas ruas citadas”.

Já a Secretaria de Obras da Prefeitura de Bragança Paulista disse que “a empresa responsável pela obra é a Quimassa Pavimentação e Engenharia Ltda e as obras estão dentro do prazo contratual”.

Ainda segundo a pasta, nas referidas ruas foram executados os serviços de rede de drenagem e os serviços de pavimentação serão executados juntamente com as demais ruas. Atualmente, estão sendo executadas guias e sarjetas na Rua Ligia Aparecida Supioni de Almeida.

O prazo para que o problema dos moradores da Hípica Jaguari seja solucionado, não foi informado pela Secretaria Municipal de Comunicação do prefeito Jesus Chedid.

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?
É só clicar aqui: 
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta