Moradores da Vila Mota voltam reclamar de mato e sujeira

Sujeira e mato alto voltam a incomodar os moradores da Vila Mota, um ano e dois meses depois do Jornal Bragança Em Pauta, denunciar o problema. Na época, a Prefeitura tomou providências, em uma residência que estava totalmente abandonada na Rua Expedicionário Bragantino. O local era um verdadeiro depósito de lixo.

“Já tivemos problemas no passado. O local virou um lixão. A Prefeitura veio aqui, fez a limpeza com máquinas e danificou toda a calçada. Isto causou uma erosão, que logo vai chegar na rua”, afirmam os moradores. Eles estão preocupados que caso não seja tomada providências rapidamente novamente seja acumulado lixo no local.

Em fevereiro de 2018 um incêndio chegou a ser registrado no local.  Na época além de acúmulo de lixo havia diversas reclamações que o local era usado como ponto de uso de drogas e queima de fio de cobre furtados.

Leia + https://bragancaempauta.com.br/no-limite-incendio-e-alerta-para-autoridades-com-relacao-a-imovel-que-virou-lixao/

Um ano e dois meses depois do incêndio e da limpeza do lixo, a preocupação agora é o mato alto ao lado da casa. “O proprietário deveria fechar o terreno e fazer a limpeza do mato. Além de animais peçonhentos, o mato alto serve de  esconderijo e usuários de drogas”, desabafam os moradores.

” Tem três escolas aqui perto e o fluxo de crianças é grande. Já teve criança que caiu no buraco. O lixo está acumulando de novo a Prefeitura não pode deixar que o caos se repita”, ressaltam os moradores.

 

Deixe uma resposta