Nove de Julho é bicampeã

A escola de samba Nove de Julho é bi-campeã do Grupo Especial do Carnaval 2020 de Bragança Paulista, com 269 pontos. A apuração das notas aconteceu no Complexo Integrado de Segurança, Emergência e Mobilidade – CISEM na tarde desta quarta-feira, 26.

Em segundo lugar ficou a escola Dragão Imperial também com 269 pontos. Ela perdeu o título no quarto critério de desempate que foi Harmonia.  Além disso, em terceiro ficou a Acadêmicos da Vila, com 267,75 pontos.

Em quarto ficou a escola Júlio Mesquita que fez um Carnaval bem inferior às outras, pecou em fantasias, bem como em acabamentos do carro alegórico e outros fatores. Com isto, ela foi rebaixada para o grupo de Acesso.

A Júlio Mesquita, aliás, começou a apuração já com 35,5 pontos a menos. A escola não apresentou o número mínimo de baianas que era de 10, bem como não cumpriu no primeiro dia de desfile com o número mínimo de componentes, que era de 250.  A escola apresentou só 143 componentes e 5 baianas no primeiro dia de desfile. Ela também perdeu pontos, aliás, por não apresentar no segundo dia de desfile o nome da escola no carro Abre-Alas.

O enredo da Nove de Julho

A Nove de Julho, que encantou o público, bem como os jurados, apresentou o enredo: “Sim. Nós podemos”, ressaltando o orgulho da raça negra, um povo que lutou, nunca se deu por vencido e, além disso, sempre buscou a liberdade.

O primeiro carro alegórico simbolizou o Egito, terra onde houve uma sucessão de faraós negros, que formaram a 25ª dinastia e ficaram conhecidos pelo arrojo militar, obras públicas, bem como estabilidade.

A escola também faz uma homenagem à Mãe Africa, aos negros que se destacam na cultura e no esporte e a Bateria é uma homenagem à Nelson Mandela.

Fotos do desfile da Nove de Julho
Grupo de Acesso

No grupo de acesso, o título ficou com a Império Jovem. A escola começou a apuração com menos 4 pontos, porque não cumpriu o tempo de desfile. O tempo máximo era de 45 minutos e a escola  desfilou m 48´52.

A Império Jovem apresentou o enredo “Do Papel a Realidade Criando Alegrias’ e obteve 259,75 pontos.

A segunda colocada foi a Fraternidade, com 256 pontos. Vale lembrar que a Fraternidade começou a apuração com menos 7,25 pontos porque ao invés de apresentar o mínimo de 150 componentes tinha no desfile apenas 125

Deixe uma resposta