Oficinas com foco no mês da Consciência Negra estão com inscrições abertas

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado, no Brasil, em 20 de novembro e durante o mês, o Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa realiza Oficinas Culturais através da plataforma de videoconferência Zoom e no Canal das Oficinas Culturais do Estado de São Paulo no Youtube (youtube.com/OficinasCulturaisdoEstadodeSaoPaulo).

As atividades são indicadas para público a partir de 16 anos e abrange diversas áreas e linguagens artísticas como Artes Visuais, Música, Cultura, Performance, Teatro.

Os cursos estão disponíveis no site http://poiesis.org.br/maiscultura/.

Entre as atividades destacamos as seguintes oficinas:

TRILHA HISTÓRICA DO MÊS DA CONSCIÊNCIA NEGRA: OS FATOS QUE MARCARAM O MOVIMENTO NEGRO

A oficina será ministrada por Leonardo Fabri e Deri Andrade no dia 25 de novembro, das 18h às 20h As inscrições podem ser feitas até o dia 16 de novembro, no formulário: https://forms.gle/Dp2yusa3NagzxAvu6

A ação proposta pelo Projeto Afro, apresentará os principais fatos históricos das últimas décadas, que culminaram no Mês da Consciência Negra no Brasil e na criação da data de 20 de Novembro, Dia da Consciência Negra, feriado em algumas cidades brasileiras.

Leonardo Fabri, sociólogo e cientista político, e Deri Andrade, do Projeto Afro, debatem as datas, reativando a importância de lembrá-las para entendermos as atuais discussões sobre a luta antirracista, apresentando um panorama histórico e relevante dos fatos, relacionando com obras de alguns artistas mapeadas pelo Projeto.

 LITERATURA E FANTASIA NEGRA: HISTÓRIAS DE AFETO E AFROFUTURISMO

A oficina será ministrada por Ketty Valêncio e Lu Ain-Zaila, mediação de Deri Andrade, no dia  4 de dezembro, das 18h às 20h. As inscrições podem ser feitas até o dia 19 de novembro no link : https://forms.gle/Uyo7bxgLs5xQdfnX9

A proposta do Projeto Afro, com foco em livrarias e bibliotecas, sugere um debate sobre afrofuturismo na literatura, ao ponto que apresenta importantes ações no campo literário, como a criação da Livraria Africanidades, de Ketty Valêncio.

Além da empreendedora, o encontro terá a participação de Ale Santos, escritor e colunista, com livros que tratam de história, ficção e fantasia afroamericana e afrofuturista. Como a literatura pode ser uma importante catalisadora de ações efetivas no combate ao racismo? Em um momento em que o setor literário passa por uma difícil e real possibilidade de taxação de livros, o encontro torna-se ainda mais importante para repensar os rumos da área neste atual cenário.

ENCONTROS AFRO-DIASPÓRICOS: A PERFORMANCE COMO DISPOSITIVO DA ORALIDADE

A oficina será realizada com Ana Beatriz Almeida e terá mediação de Deri Andrade. Ela acontece no dia 7 de dezembro, das 18h às 20h. As inscrições acontecem até o dia 19 de novembro no link:  https://forms.gle/AhHzVBX2r64SH4eaA

A artista e curadora Ana Beatriz Almeida apresentará sua pesquisa nas tradições corporais negras das comunidades do Baba Egun e da Irmandade da Boa Morte.

Proposta pelo Projeto Afro, o encontro propõe um diálogo entre passado (oralidade) e futuro, fundamentada na promoção e fomento da tradição oral, a partir de uma perspectiva decolonial de transmissão de conhecimentos no campo da performance,

Para ficar sempre por dentro de eventos que acontecem on-line, ou então em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás, é fácil. Acesse:

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta