Lei Maria da Penha

Pelo menos mais dois caso de violência doméstica (Lei Maria da Penha) foram registrados em Bragança Paulista. Os casos aconteceram entre a noite de terça-feira, 18 e a  quarta-feira, 19. Em um deles um pai quebrou nariz e punho dos filhos adolescentes.

Conforme o apurado pelo Jornal Bragança Em Pauta a Guarda Civil Municipal foi acionada para atender ocorrência de briga familiar no bairro Cidade Planejada I. O caso aconteceu na madrugada de quarta-feira, 19.

Quando os guardas chegando ao local encontraram mãe e um casal de filhos adolescentes machucados. O agressor, por sua vez,  estava totalmente alterado e agressivo.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência  (SAMU) foi acionado e prestou os primeiros socorros às vítimas. Eles constataram então que o garoto apresentava fratura no nariz. Já a menina, apresentava fratura no punho.

O home, de 40 anos, foi conduzido ao Plantão Central da Polícia Civil. Lá ele foi autuado em flagrante por lesão corporal dolosa – violência doméstica. Posteriormente foi  apresentado em audiência de custódia.

Ex-companheiro agride mulher

No final da noite de terça-feira, 18, um outro caso já tinha sido registrado no Plantão Central da Polícia Civil.

A vítima se dirigiu ao plantão e relatou que trafegava com seu veículo na companhia de um colega quando percebeu que estava sendo seguida.

Ela parou o carro e foi conversar com o ex, um rapaz de 36 anos.  Foi então, que de acordo com ela, o rapaz tentou agredi-la. A vítima correu para o carro para fugir da agressão, no entanto, o ex quebrou o vidro do carro.

Na sequência, ela  passou a ameaça-la de morte.

Desesperada, a vítima desceu novamente do carro e tentou acalmá-lo. O homem, contudo, a jogou no chão e passou a agredi-la.

Populares apareceram e tentaram acalmar o rapaz, que continuou proferindo ameaças de morte e xingamentos.

Enquanto ela relatava o ocorrido à polícia, o homem  chegou ao Plantão Policial, totalmente alterado. Ele confirmou que tinha quebrado o vidro, mas negou as agressões.

O rapaz  recebeu voz de prisão, foi autuado em flagrante por lesão corporal dolosa, ameaça e dano – violência doméstica. Posteriormente foi apresentado em audiência de custódia.

Deixe uma resposta