PAT opera com número reduzido de funcionários e sistema de senhas

Quem precisou do Posto de Atendimento ao Trabalhador de Bragança Paulista nos últimos dias deu de cara com longas filas, antes da abertura do setor e um sistema de atendimento por senhas, que não foi divulgado.

O PAT funciona em cima do Mercado Municipal e oferece os seguintes serviços:

  • entrada no seguro desemprego,
  • restituição de parcelas, emissão e troca do PIS,
  • captação de vagas de emprego,
  • atendimento aos trabalhadores para vagas de emprego,
  • emissão de carteiras de trabalho
  • informações e orientações aos trabalhadores.

O setor, segundo a Prefeitura, está funcionando com número reduzido de funcionários, e por sito, foi adotada a medida de distribuição de senhas para o atendimento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 


Em nota a Prefeitura explicou que “Com o término dos contratos dos estagiários que atuavam no PAT, bem como licenças médicas, aposentadorias e férias obrigatórias (para que não ocorra a dobra) dos servidores lotados no local, o PAT conta atualmente com 6 funcionários, sendo 3 no atendimento (dos quais 2 trabalham apenas 6 horas diárias), 2 no setor de captação e 1 na supervisão”.

A Prefeitura informou ainda que “em caráter de urgência, foi contratado mais um servidor para o local” e está em andamento o processo de contratação de novos estagiários e remanejamento de mais servidores de jornada integral.

Segundo dados da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, responsável pelo PAT, são ofertadas, no local, diariamente, entre 150 a 300 senhas a depender do número de atendentes. Se o atendimento das senhas distribuídas terminar antes do horário do fim do expediente e alguém procurar pelo serviço é atendido normalmente.

Leitores, entretanto, que reclamaram para a reportagem do jornal on line Bragança Em Pauta, informaram que a fila tem se formado antes da abertura do local. As senhas, acabam rapidamente e ai, só resta ao interessado no atendimento, tentar chegar mais cedo no outro dia porque de tarde não conseguem senhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *