Plano Diretor Zona Rural

A revisão do Plano Diretor de Bragança Paulista continua. Com a parceria entre a Prefeitura e a Universidade São Francisco (USF), enfim chegou  a hora de ouvir moradores da Zona Rural.

Entre os dias 5 e 9 diversas reuniões foram realizadas pelos quatro cantos da região urbana.

O trabalho de revisão é executado por uma Comissão Especial do Executivo, das Câmaras Temáticas e do Grupo Gestor. A equipe é composta por técnicos, profissionais, docentes, estagiários.  As oficinas tem como objetivo ouvir efetivamente a população.

Durante a oficina em primeiro lugar é apresentado um vídeo para estimular a participação da população no processo de revisão do plano diretor.  Depois é feita uma apresentação resumida do diagnóstico da cidade e acontece a participação do público.

O resultado das oficinas se transformam em relatórios a fim de integrar o processo de revisão.

O diagnóstico apresentado envolve o levantamento de dados e pesquisas das Câmaras Temáticas de diversas áreas.

Saúde, Desenvolvimento e Assistência Social, Turismo e Cultura (Esporte), Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente, Educação, Mobilidade Urbana são exemplos dos temas abordados.

O Plano Diretor tem como finalidade nortear a ação dos agentes públicos e privados, por isso a Administração Municipal, por meio da Comissão Especial, está se dedicando muito nos trabalhos para concretizar essa revisão e efetivamente cumprir a Lei.

Cronograma das oficinas do Plano Diretor na Zona Rural:

– Dia 22, às 17h30 na Escola Municipal Rural Eugênia de Souza Camargo. O endereço é Rodovia Alkindar Monteiro, Bairro Biriça do Campinho.

– Dia 23/11 às 17h30 na Paróquia São Sebastião. A paróquia fica na Rodovia Padre Aldo Bolini, no bairro do Campinho.

O Plano Diretor é um instrumento de política de desenvolvimento social, cultural, econômico, ambiental. Sua finalidade é garantir o planejamento territorial, sendo portanto, referência obrigatória para os agentes públicos e privados.

O instrumento foi criado por Lei Municipal em 16 de abril de 2007.

 

 

Deixe uma resposta