A Polícia Militar deteve uma quadrilha acusada de tráfico de drogas na noite de segunda-feira, dia 20, na Rua Duque de Caxias, na Vila Aparecida e além de apreender drogas, encontrou na oportunidade, um cachorro morto na geladeira.

Segundo o registrado, tudo aconteceu quando policiais militares da Equioe Delta, receberam informação de que indivíduos estavam embalando drogas para posterior comércio em um apartamento no local.

Com apoio de outras equipes, os policiais se deslocaram para lá, a fim de checar a informação.

Quando lá chegaram foram atendidos por um jovem, de 30 anos, conhecido como “Coreano”,  proprietário do apartamento e um jovem, de 23 anos.

Na sala tinha mais um homem e três mulheres. Todos estavam em volta de um tabuleiro de jogos, embalando grande quantidade de maconha.

Eles foram abordados e identificados. Tratavam-se um rapaz de 18 anos e três jovens de  20, 23 e 24 anos. 

Enquanto alguns policiais realizavam a detenção destes quatro, os outros dois entraram em luta corporal com outros policiais com o objetivo de fugir.

Houve uma perseguição, sendo o jovem de 23 anos,  localizado em um bar nas proximidades.  “Coreano”, entretanto, conseguiu fugir.

Foram apreendidos no local 18 porções de maconha, de diversos tamanhos, tudo pesando 2,050 Kg.

Além disto, durante uma vistoria ao imóvel, os policiais encontraram uma balança de precisão, saquinhos plásticos para embalar droga, celulares e dinheiro.

Dentro da geladeira, chamou muita atenção, um cachorro morto, existente no congelador. Não se sabe porque o animal era mantido congelado.

Também foram apreendidos no local,  alguns animais exóticos, que “Coreano” não possui autorização para mantê-los em, cativeiro.

Os policias localizaram também um Chevrolet/Ônix, prata,  com forte cheiro de maconha, além de um caderno e folhas com anotações sobre o tráfico de drogas.

Os cinco foram conduzidos ao Plantão Central, autuados em flagrante por tráfico de drogas, associação para o tráfico, resistência e abuso de animais e recolhidos à cadeia.

Até as 11h, desta terça-feira, dia 21,  “Coreano” continuava foragido.

Os animais exóticos foram entregues à Polícia Ambiental, para as medidas cabíveis.