Jesus Chedid e Amauri Sodré são os candidatos escolhidos pelos partidos liderados pelo Democratas para a disputa das eleições 2016. O anúncio foi realizado na tarde desta sexta-feira, dia 5, na Morada das Pedras.

Com este anúncio o quadro eleitoral para Bragança Paulista está definido. Serão 4 candidatos a prefeito:  Renan Oliveira (PSOL), Bruno Leme (PT), Gustavo Sartori (PSB) e Jesus Chedid (DEM).

O anúncio da candidatura foi feito pelo deputado Edmir Chedid. O clima era de suspense até o momento já que apesar de Jesus Chedid ter anunciado que era pré-candidato em primeira mão ao Bragança em Pauta, em 23 de fevereiro de 2016, o grupo anunciou também outros nomes como possíveis candidatos, entre eles: Marquinhos Chedid e Beth Chedid, Antonio Ricardo e Amauri Sodré.

Confira o momento do anúncio feito pelo deputado Edmir Chedid.

Muitos achavam que Jesus Chedid não seria o candidato por causa de questões jurídicas. Ele garante que não tem problemas judicais que o impeçam de ser candidato. Os adversários, entretanto, afirmam justamente ao contrário, alegando que ele tem pendências judiciais por causa das contas rejeitadas em 2005.

Vale lembrar que nas eleições de 2008, Jesus Chedid e Amauri lançaram candidatura e por causa de questões jurídicas, na reta final da campanha, Jesus Chedid renunciou a candidatura.

Na época, Amauri Sodré assumiu a disputa com o médico Fernando Valle de candidato a vice, perdendo as eleições para João Afonso Sólis (Jango), que mesmo diante da rejeição que tinha em sua primeira administração, conseguiu se reeleger.

A diferença de 2008 para este ano é que a campanha é mais curta e o Superior Tribunal Eleitoral (TSE), diferente de 2008, quando não havia prazo para renúncias, estabeleceu data limite para a troca de candidatos.

O prazo limite é o dia 12 de setembro, ou seja, 20 dias antes da eleição. Esta mesma data é o limite para que todos os pedidos de registro de candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador, inclusive os impugnados e os respectivos recursos, devem estar julgados pelas instâncias ordinárias, e publicadas as decisões a eles relativas.

O anúncio dos nomes de Jesus Chedid e Amauri Sodré foram feitos em clima de festa, mas é claro que durante os discursos não faltaram críticas a administração de Fernão Dias e ao candidato Gustavo Sartori.

Apesar do PT ter candidato próprio a eleição, os jovens Bruno Leme e Mateus Cruz, fica claro que o Grupo Chedid, tentará ligar Gustavo à Fernão Dias, por causa da rejeição que o prefeito apresenta.

Edmir Chedid ressaltou inclusive que caso, Jesus e Amauri sejam eleitos irão realizar uma auditoria na Prefeitura, a fim de analisar todo os contratos e tomar providências caso encontrem irregularidades.

Vale lembrar, entretanto, que assim como acontece no grupo liderado por Gustavo Sartori, no Grupo Chedid também há pessoas que foram ligadas à Fernão Dias, tanto na campanha em 2012, como na administração. O mesmo vale para ex-integrantes da equipe de João Afonso Sólis (Jango).

Isto deixa claro, que na verdade nem Jango e nem Fernão Dias conseguiram se firmar como lideranças fortes e formar um grupo político, e seus aliados se dispersaram.

Prova disto, é que o PSDB de Jango, totalmente enfraquecido, depois de amargar uma péssima derrota em 2012, este ano não disputa eleição para prefeito. Enquanto isto Fernão Dias, que poderia ser candidato a reeleição não irá participar da disputa e viu seu partido, o PT, abandonado por todos os que compõe ou compuseram sua administração.

O tom das críticas, que na convenção para escolha de vereadores foram pesados já que Edmir Chedid chamou Fernão Dias de covarde, diminui.

Edmir Chedid convidou as pessoas a comparar os candidatos, o passado político e as conquistas de cada um. Já Jesus Chedid aproveitou a oportunidade para falar sobre a decisão de Renato Frangini, de se juntar a Gustavo Sartori.

Confira vídeo com trecho do discurso:

Vale lembrar que se Gustavo conquistou apoio de Frangini que foi candidato a prefeito do grupo Chedid em 20012. O Grupo Chedid, por sua vez, tem ao seu lado o médico Antonio Ricardo, que foi candidato a vice-prefeito com Sartori nas eleições de 2012.

Ainda durante os discursos, os candidatos disseram que querem recuperar Bragança e resgatar o orgulho do bragantino. Confira trechos do discurso de candidato a vice-prefeito Amauri Sodré.

Visivelmente emocionado, Chedid interrompeu várias vezes o discurso por causa do barulho dos rojões. Em uma das vezes brincou: “Pode avisar que o Tatu fogueteiro voltou.

Além de falar em resgate da esperança, Jesus Chedid aproveitou a oportunidade para fazer seu primeiro discurso eleitoral, anunciando algumas plataformas de governo.

Ele falou sobre a importância de iniciar um diálogo ao funcionalismo prometendo, se eleito, já nos primeiros dias conceder aumento aos servidores. Falou também em religar as lâmpadas que estão apagadas e reabrir o Bom Jesus como hospital.

Confira trecho do discurso de Jesus Chedid.

Jesus Chedid foi prefeito de Bragança Paulista entre 1993 e 1996 e 2000 e 2004. Reeleito em 2004, governou a cidade até outubro de 2005, pois foi cassado por propaganda irregular.