No final da tarde de quarta-feira, 31, por volta das 17h, a Guarda Municipal de Itatiba foi acionada por que diversas pessoas estavam saqueando um caminhão de bebidas na Rodovia Luciano Consoline, nas proximidades da Prefeitura.

Imediatamente, as equipes tática da Guarda Municipal de Itatiba se deslocaram para o local e se depararam com mais de trinta pessoas ao redor do caminhão, carregando fardos de bebidas.



Assim que perceberem a presença dos guardas, as pessoas começaram a correr, mas cinco pessoas foram detidas, três homens e duas mulheres, que ocupavam dois veículos.

Todos passaram por busca pessoal, não sendo encontrado nada de ilícito em suas posses, a não ser os itens que estavam subtraindo do caminhão.

No interior de um dos veículos, um GM/Onix, haviam 14 fardos de bebidas, contendo 6 garrafas cada, além de uma caixa contendo 12 garrafas de vinho.

Já no interior do outro veiculo, o um Ford/Fiesta, haviam 10 fardos, também com 6 garrafas cada.

Os pedestres abordados carregavam cada um, um fardo das bebida.

O motorista do caminhão narrou aos guardas que transportava a carga de São José dos Pinhais/PR até a cidade de Pouso Alegre/MG e que o caminhão passou por um problema, o obrigando a parar ao acostamento.

Disse ainda que quando acessou o baú, diversas pessoas cercaram o caminhão, forçaram a lona e começaram a arrancar os fardos das bebidas, derrubando ao solo centenas de garrafas.

Segundo informações da Guarda Civil de Itatiba, o saqueamento foi feito por cidadãos das mais variadas idades e classes sociais, a pé e de carro, que pararam para se aproveitar da oportunidade de levar um ou outro item para sua residência.

O motorista narrou ainda aos guardas que foi ameaçado pelos populares  e obrigado a se afastar do caminhão e não intervir, “pois seria pior para ele”.

Os saqueadores negaram estas acusações e disseram que o motorista permitiu que pegassem a carga. Ele entretanto, ressaltou que nunca faria isto, porque o prejuízo seria dele.

Os cinco detidos foram encaminhados à delegacia e autuados em flagrante por furto qualificado, ficando à disposição da Justiça.