Prefeitura aumenta Zona Azul

Foto: Ana Maria de Oliveira

A partir desta quinta-feira, 1º, a Prefeitura de Bragança Paulista aumentou em 25% o preço da Zona Azul Digital.  O valor cobrado a partir de agora passa a ser de R$ 2,50 e não mais de R$ 2,00. Além disso, outra novidade é a partir de agora também haverá uma taxa de Zona Azul diferenciada para motos. O valor cobrado será de R$ 1,00. O número de ruas com cobrança de Zona Azul, aliás,  também foi ampliado.

A implantação da Zona Azul

A Zona Azul Digital em Bragança Paulista foi implantada no dia 30 de março. Apesar de gerar rotatividade nas vagas, o sistema gerou muitas reclamações. O motivo? Quem não têm celular com internet, não tinha a princípio como comprar créditos porque os comerciantes não aderiram ao sistema de venda.

Até então, os comerciantes não ganhavam nada com a venda dos crédito digitas e com isto, a adesão de venda foi praticamente nula.

Por causa disto, a empresa Transitable, responsável pelo serviço, colocou algumas pessoas na região central para vender os créditos. Além disso, a Prefeitura adiou por duas vezes a extinção do uso do antigo talonário

Na quarta-feira, 31, no entanto, chegou ao fim o uso do velho talão de Zona Azul. O controle do estacionamento rotativo nas vias públicas agora  em áreas da zona azul passa a ser monitorada apenas por meio digital.

Como a Prefeitura resolveu o problema? Aumentado o preço da Zona Azul e destinando aos comerciantes interessados na venda justamente os R$ 0,50 de aumento.

Decreto de Regulamentação

Para regulamentar o sistema a Prefeitura divulgou em edição extra do Imprensa Oficial do Município o Decreto nº 3007/2019.

Em nota, a Prefeitura informou que a fiscalização da Zona Azul é realizada pelos agentes de trânsito e demais sistemas de fiscalização eletrônica. Quando esteve no Em Pauta Entrevista, o secretário de Mobilidade Rogério Alves, falou sobre o assunto. Relembre: https://www.facebook.com/bragancaempauta/videos/1064053997138145/

Pontos de Venda

Com o novo decreto ficou estabelecido que os Postos de Venda podem ser fixos ou móveis. Eles poderão ser operados por pessoas jurídicas, comerciantes ou autônomos (MEI) cadastrados para a finalidade da venda de créditos hora de Zona Azul Digital.

A venda pode ser feita de maneira avulsa, através de “Smartphones”, tablets e computadores; devidamente identificados.

Os PDVs fixos serão cadastrados e distribuídos de maneira ideal em pelo menos 2 por face de quadra. Os PDVs serão remunerados com o repasse de 20% em relação ao Preço Público da Zona Azul Digital, ou seja, justamente os R$ 0,50 de aumento na tarifa. Os comerciantes não poderão vender créditos com valores superiores ao preço estabelecido .

Tarifas também para moto

A tarifa de R$2,50 é valida para uma hora na área de Zona Azul Digital. Vale lembrar que é limitada a permanência máxima de 2 horas por local de estacionamento.

As motos também passarão a pagar Zona Azul. O valor da tarifa é de R$1,00 por hora. As motos, podem permanecer no máximo 5 horas por bolsão de estacionamento.

O decreto prevê que a Prefeitura fará também a implantação de um bolsão Isentos de pagamento e de limitação de permanência para motocicletas por logradouro.

Isenções

São isentos de pagamento os veículos oficiais da frota do Município, do tipo chapa branca e veículos alugados devidamente identificados. Além disso, são isentos também os moradores das áreas de Zona Azul, quando da ausência comprovada de garagem no imóvel.

Os veículos de pessoas com deficiência, com a apresentação de Cartão de Estacionamento Especial dentro da validade também são isentos. O mesmo vale para  veículos a serviço da Justiça, conforme legislação específica.

Para isenção dos moradores, cujas residências comprovadamente não dispõem de vaga de garagem, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, através de Portaria, regulamentará o uso do Cartão Cidadão, para Isenção de pagamento de Zona Azul Digital de 1 vaga, no prazo de 90 dias.

Onde a Zona Azul é cobrada?

Algumas vias onde o sistema de Zona Azul não era cobrado agora terá Zona Azul Digital. Em nota, a Prefeitura informou que todas as vias serão devidamente sinalizadas.  “As que passarem a vigorar terão divulgação prévia com o início de operação, sendo ampliadas de maneira gradativa e precedida do cadastramento dos PDVs”, diz a nota.

Confira as vias onde a Zona Azul Digital será cobrada

  1. Praça José Bonifácio e Praça Raul Leme;
  2. Rua Dr. Cândido Rodrigues em toda extensão;
  3. Rua Cel. João Leme em toda extensão;
  4. Rua Cel. Teófilo Leme em toda extensão;
  5. Av. Antônio Pires Pimentel em toda extensão;
  6. Rua Cel. Leme em toda extensão;
  7. Rua Cel. Osório em toda extensão;
  8. Rua Monsenhor Kholly, no trecho situado entre a Praça. José Bonifácio e a R. Santa Clara;
  9. Rua Atibaia no trecho entre a Cel. Teófilo Leme e a Av. Antônio Pires Pimentel;
  10. Rua Nicolino Nacarati no trecho entre a Av. Antônio Pires Pimentel e a R. Cel. Teófilo Leme;
  11. Travessa Itália no trecho entre a R. Barão de Juqueri e a Av. Antônio Pires Pimentel;
  12. Praça Dom José Maurício da Rocha;
  13. Praça Princesa Isabel;
  14. Rua do Rosário, no trecho da R. Clemente Ferreira e a R. Nicolino Nacarati;
  15. Rua Barão de Juqueri em toda extensão;
  16. Rua Cel. Assis Gonçalves em toda extensão;
  17. Praça Jacinto Domingues;
  18. Rua Conselheiro Rodrigues Alves, no trecho da Praça Jacinto Domingues e a Praça. Olegário Leme;
  19. Rua José Domingues em toda extensão;
  20. Praça 9 de Julho em toda extensão entre a R. Tupi, Av. dos Imigrantes, Rua Teixeira, Rua Alpheu Grimelo e R. Artur Siqueira;
  21. Rua Santa Clara trecho compreendido entre a Rua Santa Madalena e a Av. José Gomes da Rocha Leal;
  22. Av. José Gomes da Rocha Leal em toda extensão;
  23. Rua Dom Aguirre no trecho compreendido entre a Trav. Pugliolli e Rua Clemente Ferreira;
  24. Rua José Guilherme em toda extensão;
  25. Rua São Pedro trecho compreendido entre a Praça Luiz Apezzato e a Travessa Itália;
  26. Av. Dr. José Adriano Marrey Junior trecho compreendido entre a Praça Luiz Apezzato e a Av. Dr. Major Fernando Costa;
  27. Av. Santa Izabel em toda extensão;
  28. Rua Dr. Freitas em toda extensão;
  29. Praça Jacinto Osório (Praça do Matadouro);
  30. Av. Dom Pedro I no trecho compreendido entre a Praça Jan Tomas Bata e a Rua José Domingues;
  31. Rua Santa Cruz trecho compreendido entre a Praça Chico Major e Rua Monteiro Lobato;
  32. Rua Santa Bárbara trecho compreendido entre a Av. Antônio Pires Pimentel e a Rua Santa Terezinha;
  33. Rua Dona Carolina em toda extensão;
  34. Praça da Bíblia;
  35. Rua Cel. Luiz Leme em toda extensão;
  36. Rua Felipe Siqueira trecho compreendido entre a Rua Tupy e a Rua José Domingues;
  37. Rua Visconde Cunha Bueno no trecho compreendido entre a Av. Antônio Pires Pimentel e a Praça Olegário Leme;
  38. Rua Luiz Nardy trecho compreendido entre a Av. Antônio Pires Pimentel e a Praça Hermógenes de Paiva;
  39. Rua Santa Therezinha em toda extensão;
  40. Av. São Lourenço no trecho compreendido entre a Praça Chico Major e a Rua João Franco;
  41. Travessa Riachuelo em toda extensão;
  42. Rua Tupy no trecho compreendido entre a Praça 09 de Julho e a Rua Felipe Siqueira.
  43. Rua Clemente Ferreira no trecho compreendido entre a Av. dos Imigrantes e a Rua Barão de Juquery.

Deixe uma resposta