Uma das grandes reclamações da população em Bragança Paulista é a falta de creches para que as mães possam deixar seus filhos e ir trabalhar.  O ex-prefeito Fernão Dias da Silva Leme, tinha a promessa de inaugurar sete creches até o final do seu mandato em 2016, mas apenas uma saiu do papel, a do Henedina Cortez.

Agora, a administração de Jesus Chedid, entregará três obras que foram paralisadas nas gestões anteriores, as creches do Jardim Vista Alegre, Padre Aldo Bolini e CDHU Saada Nader Abi Chedid.

As obras do Jardim Vista Alegre foram retomadas em junho de 2017 e a previsão é que seria entregue em julho deste ano.

Leia mais: https://bragancaempauta.com.br/novela-creche-no-vista-alegre-deve-ficar-pronta-em-junho-de-2018/ 

Segundo a assessoria de imprensa de Jesus Chedid, juntas as três atenderão mais de 600 crianças, dos 0 aos 3 anos de idade.

A novidade é que para gerenciar as creches, a Prefeitura está fazendo a terceirização delas, assim como da Escola Municipal Maria Siriani Del Nero, localizada no bairro Vila Davi.

A ideia é selecionar uma organização social sem fins lucrativos para, em regime de parceria, com a Prefeitura administrar as creches, assim como atualmente é feito com a saúde do município com a Reviva Saúde e Med Life.

Na manhã de segunda-feira, 5,  três entidaeds apresentaram suas propostas. São elas: Associação Missionários da Santíssima Trindade, IGEVE – Instituto de Gestão Educacional e Valorização do Ensino e IGATS – Instituto de Gestão, Administração e Treinamento em Saúde.

A Comissão de Seleção das Parcerias Municipais no âmbito da Secretaria Municipal de Educação, criada pela Portaria nº 8.471/2018, deve analisar, aprovar e classificar os planos de trabalho contidos nas propostas apresentadas.

Nesta manhã foram recebidos os envelopes com as propostas de cada entidade interessada e a sessão foi suspensa para a análise técnica e o julgamento das propostas apresentadas, que deverá acontecer em até 5 dias úteis.

Outras melhorias na Educação

Além de terceirizar as creches, a Secretaria Municipal de Educação está contratando empresas para executar obras de acessibilidade nas escolas

Na terça-feira, 6/11, foi dado início ao processo licitatório, na modalidade tomada de preços nº 13/2018, para a contratação de empresa especializada para execução de obras necessárias para adequar 19 escolas.

Na ocasião, foi realizado o credenciamento das quatro empresas participantes e iniciada a abertura dos envelopes com a documentação exigida para a habilitação dos proponentes. Após isso, a sessão foi suspensa para a análise técnica e o julgamento das propostas apresentadas.

As empresas participantes são: Construtora J.G. LTDA-ME, Cem Dez Construções LTDA-EPP, MBG Engenharia e Construção e Comércio LTDA e SZ3 Construtora e Comércio – EIRELI.

Para a execução dessas obras serão utilizados recursos provenientes do Tesouro da Prefeitura de Bragança Paulista, previstos em dotação orçamentária da Secretaria Municipal de Educação.

O valor total global estimado desta contratação é de R$ 1.101.886,49.

As 19 escolas contempladas serão:

– Escola Municipal Antonietta de Oliveira Lisa (Jardim São Lourenço);
– Escola Municipal Marisa Filomena do Amaral (Vila Miguel);
– Escola Municipal Henedina Cortez, I;
– Escola Municipal Antonio José da Fonseca (Parque dos Estados);
– Escola Municipal Sara Moritz Aronovich (Jardim São Miguel);
– Escola Municipal Dr. Nelson Carrozo (Parque dos Estados);
– Escola Municipal Zitta de Melo Barbosa (Penha);
– Escola Municipal de Ensino Fundamental Zitta de Melo Barbosa (Penha);
– Escola Municipal Adalmir Elias Duaik (Vila Motta);
– Escola Municipal Luiz Gonzaga Fernandes (Vila Garcia);
– Escola Municipal Carlos Frederico dos Santos Silva (Jardim São Miguel);
– Escola Municipal Alba Klein (Vila Garcia);
– Escola Municipal Profº. Dinorah Ramos (Planejada II);
– Escola Municipal Henedina Cortez II;
– Escola Municipal Ivonne dos Santos Dias (Planejada II);
– Escola Municipal Lucy Alvarez (Vila Davi);
– Escola Municipal Maria G. Palombello (São José);
–Escola Municipal Maria Losasso Sabella (Planejada I);
– Escola Municipal Nilza Faria (Jardim Morumbi).

O prazo para conclusão total dos trabalhos em todas as unidades escolares será de, no máximo, 60 dias corridos, contados a partir da data de recebimento da autorização para início dos serviços.

Deixe uma resposta