A Prefeitura de Bragança Paulista está desligando alguns radares, com o objetivo de gerar economia aos cofres públicos.

Segundo informações da Prefeitura, a Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito, Transportes e Defesa Civil, determinou à retirada dos radares que haviam sido instalados no final de 2015, na avenida Norte-Sul, tanto no sentido Lago do Taboão/Bairro como no sentido Bairro/Lago do Taboão. Os equipamentos estão sendo retirados.

A justificativa é a “contenção de despesas do município e a consequente diminuição do contrato com a empresa prestadora deste serviço.”

Em nota, a Divisão de Imprensa esclarece que os equipamentos mais antigos, localizados no cruzamento da Avenida Norte-Sul com a avenida Joanópolis, no Altos de Bragança, permanecem em funcionamento.

A Secretaria Municipal de Trânsito e Segurança, informa também que por causa dos cortes de gastos e redução de contrato serão desinstalados os seguintes equipamentos de fiscalização eletrônica:

– Rua Doutor Antônio da Cruz x Rua Doutor Cândido Rodrigues (Bradesco);

– Avenida José Gomes da Rocha Leal x Rua Doutor Tosta (Antiga Estância)

– Avenida José Gomes da Rocha Leal x Rua Felipe Siqueira;

– Avenida Lindoia – altura do número 561 (lombada eletrônica);

– Avenida José Gomes da Rocha Leal – altura do número 357 (Lombada eletrônica).

Os equipamentos desligados na Norte/Sul foram implantados pela própria administração,  assim como o da Rua Doutor Antonio da Cruz no cruzamento com a Rua Dr. Cândido Rodrigues. No caso da Norte Sul, tinham como objetivo reduzir acidentes no local e na região central, principalmente contribuir com questões relacionadas a segurança, já que o local é um ponto importante de passagem de fuga criminosos que cometem crimes na região central da cidade.

A fiscalização nos outros pontos já ocorria desde a administração anterior e os equipamentos foram instalados a fim de reduzir por exemplo, a prática de rachas noturnas, na Avenida José Gomes da Rocha Leal, que antes da existência dos equipamentos era palco de diversos acidentes graves e fatais. O mesmo vale para a Avenida Lindóia.