Prêmio Nestlé por Crianças Mais Saudáveis
Estão abertas as inscrições para o Prêmio Nestlé por Crianças Mais Saudáveis 2020.   Educadores de escolas públicas de todo o Brasil podem inscrever projetos para ajudar a promover hábitos mais saudáveis nas escolas. Vale lembrar que os 10 melhores receberão apoio pedagógico e aporte de R$ 35 mil cada para serem colocados em prática

As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de abril.  O prêmio, aliás,  visa engajar educadores da rede pública na promoção de novos hábitos no âmbito escolar e vai apoiar a implementação dos dez melhores projetos que promovam alimentação equilibrada e prática de atividades físicas em escolas públicas de todo o Brasil.
O concurso é voltado tanto para as redes municipais quanto para as estaduais.

“O foco do prêmio é ajudar educadores das escolas da rede pública brasileira a se tornarem agentes transformadores em cada instituição em que atuam”, destaca a especialista da Fundação Nestlé Brasil e responsável pelo prêmio, Sara Rios.
[uam_ad id=”35828″]
Os projetos inscritos serão avaliados por uma comissão especial. Os 10 melhores serão premiados e os autores dos projetos vencedores contarão com acompanhamento, capacitação técnica e suporte pedagógico, além de um aporte de R$ 35 mil da Fundação Nestlé Brasil para ser aplicado em benfeitorias e melhorias estruturais na escola (implementação do projeto).

“Desde a primeira edição, o prêmio já vem mudando a vida de mais de 9 mil crianças ao direcionar investimentos para benfeitorias nas escolas. Na primeira edição, em 2018, o prêmio beneficiou escolas de São Paulo e da Bahia. No ano passado, expandimos para todo o país e convidamos os educadores a participar da edição 2020”, reforça Sara.

Como se inscrever
Para se inscrever, basta acessar o site: http://www.criancasmaissaudaveis.com.br. Na página, estão disponíveis o regulamento e instruções para inscrição. O portal também reúne os cases de sucesso dos projetos vencedores das duas edições anteriores, materiais de apoio como o Guia de Projetos, cursos online, boas práticas e sugestões de atividades para fazer em sala de aula.

Deixe uma resposta