Projeto "Me Dá Uma Mão" realiza performance e roda de conversa

Idealizado pelos artistas visuais Bia Raposo (Bragança Paulista) e Alexandre Beraldo (Bom Jesus dos Perdões), o projeto ‘Me Dá Uma Mão’, foi desenhado com o intuito de potencializar a produção e fruição da arte contemporânea na região Bragantina.

A ideia inicial mesclava desenho, pintura, performance e modelagem, mural, videoarte, escultura para compor a programação de Exposições, Oficinas, Happening e Intervenções Urbanas a serem realizadas tanto em Bragança Paulista como em Bom Jesus dos Perdões.

Por causa da pandemia da COVID-19, no entanto, o projeto precisou alterar seu formato.

A exposição inaugural foi finalizada antes do previsto e elencou e novas ações foram criadas envolvendo além do público inicial, profissionais que atuam na linha de frente de enfrentamento ao Covid-19 e serviços essenciais.

Aprovado pelo Edital nº 10/2019 do Programa de Ação Cultural – ProAC “Produção De Exposições Inéditas De Artes Visuais No Estado De São Paulo”, a exposição aconteceu de 07 a 16 de março, na Casa Lebre, Bragança Paulista e as Intervenções Urbanas: Murais de grafitti “Mão da Rua” na E.E Luís Roberto Pinheiro Alegretti (Bragança Paulista) e na Escola Municipal Profº Sérgio Gonçalves Viana. (Bom Jesus dos Perdões).

Entre as atividades que foram realizadas por conta da pandemia está uma exposição fotográfica colaborativa online denominada ‘Impressões digitais – Mãos em rede’. Ela acontece até o dia 13 de dezembro no  Facebook e no Instagram do projeto. A campanha convida seguidores das redes sociais do projeto a enviarem imagens de mãos em diversos contextos para compor a exposição colaborativa nas redes do projeto.

Projeto "Me Dá Uma Mão" realiza performance e roda de conversaAlém disso, em outubro e novembro os artistas realizaram oficinas de modelagem (molde, em gesso, da própria mão do participante) no Ateliê Aberto (Bragança Paulista) e Logika Projetando Ideias (Bom Jesus dos Perdões).

Na vivência, os artistas convidaram o público a fazer o molde de sua própria mão como forma de reflexão sobre o que fazem, fizeram ou podem fazer.

Além de alunos das duas escolas de Bragança e Bom Jesus dos Perdões, as oficinas tiveram como público alvo os profissionais que atuam na linha de frente de enfrentamento ao COVID-19 e serviços essenciais, como por exemplo, garis, médicos, artistas, dentistas, funcionários de supermercados, motoboy, entregadores e carteiros.

Já no sábado, 7 acontece a  Performance Mão na Mão. Com a artista Thaissa Gomory (Live), a partir das 20h. O encontro acontece pelo Zoom e será transmitido pelo Facebook do projeto.

Sinopse da performance: Mãos, tecnologias, objetos na mesa. Ritmo musical ao seu gosto, filtros, multiplicação das câmeras, e o sentido delas? Vertical ou horizontal? 90 graus ou 360? Ao seu dispor, o enredo da cena é seu, crie a história que você desejar, as mãos são minhas, sim! Mas o momento é seu, venha esbanjar sua criatividade, mas como participar? como esbanjar o criar? Não tema a tecnologia, deixe ela ser amiga, escreva no chat e será realizado, as opções estão a mostra, estão ao vivo, aqui onde seu olho consegue enxergar. Sigamos de mãos, olhos e corações abertos

E no dia 25/11 será realizada uma roda de conversa online com o tema: “Mão dessa gente que é artista”

A roda de conversa acontecerá virtualmente, numa live transmitida pelo facebook do Edith Cultura, dentro do programa EdithAR e retransmitida pelas redes do Espaço Raízes e do projeto Me Dá Uma Mão. A escolha do canal do Edith Cultura para sediar a transmissão se deve ao fato de ser essa a associação que sediaria o evento presencial do projeto em sua versão inicial. O Espaço Raízes, que receberia a atividade na cidade de Bom Jesus dos Perdões, irá retransmitir a live em suas redes sociais. A conversa contará com a mediação da gestora do Edith Cultura Daniela Verde, que também coordena a produção do projeto Me Dá Uma Mão. O público poderá participar ao vivo através do chat do canal.

A transmissão acontece a partir das 19h30.

Além disso, o catálogo “Me dá uma mão” tem lançamento previsto para janeiro/2021.

De acordo com os organizadores do projeto será produzido um grande catálogo do projeto com todo conteúdo artístico produzido.

O catálogo será composto de desenhos da primeira exposição; telas produzidas durante a quarentena; esculturas táteis em gesso, no formato de mão – resultado das oficinas de modelagem e drive thru; os murais pintados nos muros externos das escolas parceiras e registros de todos os processos artísticos.

O catálogo será, mais que um registro das obras e ações, um objeto artístico e uma proposição de ações artísticas, a começar pela capa, que será produzida manualmente, através de stencil, pelos artistas Bia Raposo e Alexandre Beraldo, possibilitando um livro singular para cada mão que o receber.

Como a distribuição dos catálogos será principalmente em escolas públicas e asilos, esses públicos-alvo serão contemplados em seções especiais do impresso, com textos, imagens e referências que valorizam saberes, práticas e manifestações artísticas que dialogam com esse público. A bordadeira Cristina Angela Mendes Raposo de Medeiros também  será envolvida na construção desse conteúdo. A proposta educativa será coordenada e desenvolvida pela artista Bia Raposo, que é educadora, especialista em arte educação e trabalha em escolas públicas e privadas há 15 anos.

Serviço:

Redes sociais do projeto Me Dá Uma Mão:

Facebook:
 https://www.facebook.com/projeto.medaumamao

Instagram: https://www.instagram.com/projeto.medaumamao/

Para ficar sempre por dentro de eventos que acontecem on-line, ou então em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás, é fácil. Acesse:

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta