As aulas começaram e com elas uma preocupação volta à tona no dia a dia das mães: o que mandar na lancheira dos filhos? Quase sempre, esta definição de quais alimentos colocar na lancheira é uma tarefa árdua.  Além da correria do dia a dia, a falta de criatividade também é um fator que atrapalha o processo.

Para ajudar nesta missão o jornal on line Bragança Em Pauta separou dicas da nutricionista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Patrícia Citelli Berger.

Mesmo quando a criança apresenta algum tipo de restrição alimentar, a especialista enfatiza a importância de priorizar o equilíbrio desta refeição. Confira ideias de diferentes cardápios:

  • Lancheira saudável para crianças sem nenhuma restrição

O equilíbrio é a base para compor o lanche com diferentes fontes nutricionais.

Como opções de proteína, ela destaca:

  • leite ou iogurte,
  • queijo branco,
  • ricota temperada,
  • requeijão light
  • queijo cottage

A nutricionista lembra que estes alimentos devem estar acondicionados em recipientes térmicos.

Os carboidratos, segundo ela, também não podem ficar de fora. Ela recomenda:

  • pães integrais ou multigrãos,
  • bolachas simples,
  • biscoito de polvilho,
  • bolos caseiros simples,
  • tapioca
  • pão de queijo.

E para finalizar recomenda fibras, vitaminas e minerais que são encontradas em frutas frescas e sucos industrializados que sejam do tipo integral e não néctar. Podem ser usadas também frutas desidratadas ou frutas secas, como nozes e castanhas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



  • Lancheira para crianças com intolerância à lactose

A nutricionista, ressalta que as fontes de proteínas para uma criança que tem intolerância a lactose são as mesmas de uma lancheira sem restrição, porém, devem ser isentas de lactose.

Por conta desta necessidade, é importante observar com atenção a composição dos ingredientes nos rótulos de pães, bolachas, biscoitos de polvilho, pois há diferença entre os fabricantes. Já quanto às frutas, não existe nenhuma limitação.

  • Lancheira para crianças celíacas

Esta lancheira deve ser isenta de alimentos que contenham trigo, aveia, cevada, centeio e malte. Sendo assim, pães, bolos e biscoitos, por exemplo, devem ser à base de farinha ou fécula de arroz, batata, milho ou mandioca. As fontes de proteínas, frutas e sucos não diferem dos outros cardápios.

  • Lancheira para crianças diabéticas

Pais devem ter atenção não só ao padrão qualitativo de nutrientes mas principalmente à quantidade dos alimentos. Além disso, crianças que sofrem de diabetes não podem comer alimentos que contenham açúcar ou sacarose, rapadura, açúcar mascavo e açúcar demerara, nem mel e melado. É importante priorizar produtos integrais e estimular o consumo das cascas e bagaços das frutas.

  • Lancheira para crianças em processo de perda de peso

Todos os grupos alimentares precisam estar no lanche, porém, é fundamental adequar as porções alimentares de forma individualizada. É preciso ainda compreender o motivo da perda de peso para desenvolver uma dieta adequada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *