Você sofre com calvície ou queda de cabelos? Não aguenta mais quando vai lavá-los e os fios caem em suas mãos?

Já tem entradas e está desesperado porque não sabe como disfarçar a calvície?

Calma!

O primeiro passo é você buscar ajuda de um médico qualificado, que identifique qual o tipo de alopecia você tem.

E isto vale para homens e mulheres!

Pensando, em você que sofre com queda de cabelos, a reportagem do jornal on line Bragança Em Pauta, foi buscar ajuda de quem entende no assunto e bateu um papo com a médica responsável pela Dermo Care que falou para gente sobre vários tipos de alopecia.

A alopecia areata, por exemplo, ocorre em placas, sem pelo, e pode ocorrer em qualquer local do couro cabeludo.

Em alguns casos, raros, este tipo de alopecia pode ser universal, ou seja,  além dos cabelos atinge também os pelos, do corpo todo, a barba, sobrancelhas …

A médica ressalta que quando o paciente tem alopecia areata onde o cabelo cai a pele é lisa e brilhante, as vezes, até um pouco rosada.

Você sabia que em muitos casos, este tipo de alopecia pode estar ligada à outras doenças?

É isto mesmo!

A alopecia areata pode estar ligada ao seu lado emocional, doenças como tireoide e outras doenças autoimunes.

Quedas de cabelo em placas devem ser investigadas pois podem estar relacionadas com outras doenças como lúpus, sífilis, entre outras.

Alergias também podem causa a alopecia, então é por isto, que a médica recomenda que você além de se preocupar com a sua estética, fique de olho na sua saúde.

Outro tipo de alopecia é androgênica.

Neste caso, há uma associação de fatores genéticos com a testosterona e é por isto, que os homens são os mais atingidos.

Geralmente a alopecia androgênica, começa na adolescência e segue na vida adulta.

O que fazer?

O primeiro passo, segundo a médica é procurar um especialista, para que o tipo de alopecia seja identificada.

Em seguida, é só iniciar o tratamento mais adequado para seu caso e a médica alerta: não se automedique, nem use tônicos, sem prescrição médica, porque isto pode piorar ainda mais o seu problema.

O tratamento, segundo ela, varia conforme a gravidade do caso, e resposta individual, mas em boa parte dos casos os resultados são excelentes.

Há pomadas, cremes, tônicos e também o uso de medicamentos orais que é recomendado para o sucesso do tratamento.

Também há tratamentos com infiltrações locais e laser que potencializam os efeitos e, os pacientes saem satisfeitos com os resultados.

A auto estima dos pacientes quando o cabelo cresce melhora, deixa o paciente mais feliz e seguro.

Se você quiser saber mais sobre este assunto, pode entrar em contato com a a Dermo Care pelo telefone 4034-5308, ou pelo facebook clicando aqui: https://www.facebook.com/dermo.care.fisio/

Gostaria de ver aqui no Bragança Em Pauta, alguma matéria sobre algum outro tema dermatológico? Só deixar sugestões nos comentários.

 

Deixe uma resposta