Implantação de semáforo no Jardim Europa que ocorreu em 2014 fazia parte do projeto de retirada das rotatórias

A Prefeitura de Bragança Paulista deixou para 2018, a implantação de mudanças no sistema viário da Avenida dos Imigrantes, que prevê a retirada das rotatórias e implantação de semáforos. As mudanças são aguardadas há anos a fim de amenizar o trânsito intenso na região principalmente nos períodos de pico. Havia expectativa de que as obras tivessem início ainda este ano.

O projeto inicial foi elaborado na administração de João Afonso Sólis (Jango) e contemplava reformas também na Praça 9 de Julho, que na época, foi duramente criticado pelo grupo que hoje se encontra no poder, justamente por querer retirar as rotatórias construídas na administração anterior de Jesus Chedid.

Pesquisas de volume diário médio de veículos na via e pesquisas de origem e destino, entretanto, comprovaram a necessidade da retirada das rotatórias, que não mais suportam o tráfego intenso.

As rotatórias da Avenida dos Imigrantes irão dar lugar a semáforos, que serão programados através de uma onda verde, ou seja, quando um abre, os outros abrem também, garantindo a fluidez do tráfego.

Parte das obras, inclusive devem ficar a cargo do Bragança Garden Shopping, que firmou em novembro do ano passado, na administração de Fernão Dias, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a Prefeitura.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Com a implantação do shopping há um ano, houve aumento do movimento na Rodovia Alkindar Monteiro Junqueira (SP 063) que liga Bragança Paulista à Itatiba e consequentemente aumento do tráfego em vias que dão acesso à rodovia, como à Avenida dos Imigrantes e a Avenida Alberto Diniz. O TAC visa justamente realizar medidas que reduzam estes impactos.

As obras, que segundo o anunciado há um ano, deveriam ter se iniciado em dezembro de 2016 e terminado em junho deste ano, agora ficarão para 2018. (Relembre https://bragancaempauta.com.br/rotatorias-da-avenida-dos-imigrantes-serao-trocadas-por-semaforos/)

A informação foi divulgada na tarde de hoje, dia 24, pela Divisão de Imprensa da Prefeitura, que ressaltou que nos dias 22 e 23 de novembro os engenheiros Carlos Alberto Oliveira, Roberto Tatsou Kyono e a arquiteta Aracy Maria Duarte Leite, representantes da Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo (CET), estiveram em Bragança Paulista conhecendo e avaliando o projeto de tráfego viário que está sendo estudado para implantação no município.

Os representantes da CET, também estiveram no gabinete para tratar sobre o assunto. Em nota a Divisão de Imprensa disse que o projeto  “vem sendo discutido desde março deste ano”.

COMO É QUE É?

O projeto, que  segundo a própria nota diz “contemplará, a princípio, toda extensão da Avenida dos Imigrantes, com o intuito de promover melhorias como semaforização em onda verde (em um sistema inteligente de ajuste e sincronização de semáforos), revitalizações na via, readequação geométrica, sinalização, entre outros”, é um projeto antigo, como já mencionado pelo Bragança Em Pauta, que o próprio secretário de Mobilidade Urbana, Manoel Botelho, disse em outras entrevistas que já tinha encaminhado para a CET para avaliação.

Segundo nota da Divisão de Imprensa, o engenheiro Carlos Alberto de Oliveira, disse que o projeto promoverá mais fluidez no trânsito, principalmente na via contemplada, oferecendo praticidade e segurança à população bragantina.

Para o Secretário Municipal de Mobilidade Urbana, Manoel Botelho, a visita dos especialistas auxilia na incorporação de ideias e na adequação delas dentro do projeto.

Em entrevista ao Bragança Em Pauta, em julho, o secretário Manoel Botelho, disse que a administração do shopping estava inclusive em fase de contratação de empresa para contratação de obras e na época disse que as obras deveriam se iniciar em meados de agosto. O que não ocorreu.

No dia 30 de outubro em reunião realizada na Santa Luzia onde a Prefeitura recuou quanto aos horários de restrição de tráfego de caminhões (Relembre: https://bragancaempauta.com.br/prefeitura-recua-e-reduz-proibicao-de-caminhoes-apos-aplicacao-de-mais-de-10-mil-multas/), o secretário ressaltou que as obras, começariam em até 60 dias. Havia expectativa de inicio de obras ainda este ano, mas a novela parece que se estende, então para 2018.


Deixe uma resposta