O governador em exercício Rodrigo Garcia visitou Bragança Paulista na manhã desta quarta-feira, 22. Na oportunidade, ele participou da inauguração oficial do Poupatempo em novo endereço, no shopping da cidade. Durante entrevista coletiva, o Bragança Em Pauta o questionou sobre temas polêmicos como moradia popular e as tão prometidas duplicações das rodovias que ligam Bragança à Socorro e à Itatiba.  Rodrigo Garcia, aliás, admitiu que em um ano não se constroem 2 mil moradias populares. Ele também deixou claro, que até o final de 2020 as tão sonhadas obras na Bragança/Socorro e na Bragança/Itatiba não sairão do papel.

Moradias

Em 2016, durante a eleição, Jesus Chedid, prometeu a construção de 3 mil moradias em Bragança Paulista. Em três anos e quase um mês de mandato, entretanto, nenhuma foi construída.  Recentemente, o prefeito voltou a falar na construção de 2 mil casas populares com aporte do Governo do Estado.

O governador em exercício, no entanto, admitiu que em um ano a construção desta quantidade de casas não será viabilizada.

“O importante é que a gente conquiste o projeto. As obras as vezes, levam dois anos, dois anos e meio. Em Bragança Paulista o grande desafio habitacional é o problema de terrenos. Os terrenos são caros e consequentemente não se viabiliza habitação de interesse social nestas características. Portanto nós estamos no esforço de buscar áreas públicas eventualmente que possam suprir essa grande dificuldade que são os terrenos e em parceria com a Prefeitura, tentar fazer ainda este ano o lançamento destas unidades”, disse.

Se o prefeito falou em entrevista em 2 mil unidades, durante a solenidade,  ao invés desta quantidade o deputado Edmir Chedid pleiteou 1.600 moradias. A ideia é que a construção aconteça no terreno da antiga Austin. O prédio da antiga fábrica é de propriedade do Governo do Estado e a Prefeitura pleiteia há quase duas décadas a sua posse.

Vale lembrar ainda que em setembro do ano passado, quando o Governo do Estado lançou o programa Nossa Casa, Bragança Paulista ficou de fora do projeto. Em um ano da gestão Dória, em todo o Estado, foram entregues 15.987 moradias.

Leia + Bragança fica de fora da primeira etapa do Programa Nossa Casa

Perimetral

Durante a visita o vice-governador, Rodrigo Garcia esteve também no gabinete do prefeito Jesus Chedid e na oportunidade autorizou um repasse de R$ 15 milhões para construção da tão sonhada perimetral que ligará a Bragança/Itatiba até a Bragança/Socorro, desafogando por exemplo,  o tráfego de caminhões pela Avenida dos Imigrantes.

A construção da perimetral é uma obra prometida por diversas administrações e candidatos pelos menos desde o ano 2000.

Os R$ 15 milhões oriundos da Secretaria de Desenvolvimento Regional também tem como objetivo o recapeamento da Rodovia Municipal Aurélio Frias Fernandes, ligando a Rodovia Capitão Bardoíno (SP 008) à Rodovia João Hermenegildo de Oliveira (Variante do Guaripocaba), proporcionando acesso à Rodovia Fernão Dias.

Somadas, as duas intervenções têm um custo estimado de R$ 29 milhões, ou seja, o Governo do Estado arcaria com metade do valor.

“Essas obras vão melhorar a mobilidade urbana aqui de Bragança e a qualidade de vida das pessoas. Melhor mobilidade é mais tempo para as pessoas com a família, para o lazer”, disse Rodrigo Garcia. “Hoje estamos anunciando duas etapas desse anel viário, através da Secretaria de Desenvolvimento Regional”, ressaltou.Apesar da liberação dos R$ 15 milhões que devem impactar no trânsito da Rodovia Capitão Barduíno e Alkindar Monteiro Junqueira mais uma vez,  obras de duplicação e melhorias em ambas as vias não tem prazo para que aconteçam.

Duplicações

Assim como já fez os governadores tucanos, Geraldo Alckmin, José Serra e o próprio João Doria, Rodrigo Garcia prometeu mais uma vez que obras de drenagem e implantação de passarelas na Capitão Barduino irão sair, mas não este ano. Quando? Ainda não há previsão. O mesmo vale para a duplicação desta rodovia e também da Bragança/Itatiba.

Leia + João Doria visita Bragança e promete obras em rodovias

“Estas duas estradas que já tem projeto executivo contratado e pronto pelo DER farão parte da 5ª rodada de concessões do Estado que será anunciado pelo governador João Doria ainda no próximo mês. A nova rodada de concessão depende de um estudo de viabilidade que nós estamos já contratando ainda no mês de fevereiro. Depois do estudo a gente leva para audiências públicas com o objetivo de até o final do ano a gente fazer a licitação deste novo trecho”, disse.

Confira a entrevista completa com Rodrigo Garcia:

 

Doação de imóveis para a Prefeitura

Além disso, durante a visita o Governo do Estado de São Paulo doou definitivamente quatro imóveis para a Prefeitura de Bragança Paulista. Três já estavam com permissão de uso e abrigam serviços municipais.

Um deles é o Recinto de Exposições Agropecuárias, com quase 350 mil metros quadrados, onde acontecem eventos importantes da cidade, como a Festa do Peão e a ExpoAgro. O prefeito Jesus Chedid, pleiteava a doação junto ao governo do Estado desde 2004. Na época, Geraldo Alckmin chegou a visitar o local e dizer que estudaria a doação.

Os outros imóveis são o Centro de Saúde Dr. Lourenço Quilici, a Creche Municipal Professora Sylvia Ferraz Fernandes Olmo, inaugurada em 2019, que abrigava anteriormente a Creche Colibri e o prédio anexo a Escola Estadual Ministro Alcindo Bueno de Assis, onde a Prefeitura pretende instalar o Fundo Social.

Deixe uma resposta