Rolezinho na Concha Acústica é marcado por confusão

Foto: Elaine Olivotto

Um “rolezinho” promovido hoje na Concha Acústica e na Passarela Chico Zamper terminou em confusão na noite deste domingo, dia 3.

Segundo relatos divulgados nas redes sociais sobrou até para pessoas que não tinham nada a ver com a história e foram atingidas nas costas, por balas de borracha quando saia de um supermercado na Avenida Juscelino K. de Oliveira.

Elaine Olivotto, relatou que estava saindo do supermercado, acompanhada de sua filha, marido e cunhada, que está grávida de 7 meses, quando foi atingida.

A reportagem entrou em contato com Elaine que relatou que foram momentos de desespero. E que havia no local crianças e idosos,

Diversas viaturas da Polícia Militar ainda estão no local e segundo as informações preliminares houve confronto com os jovens que faziam o rolezinho.

A confusão se espalhou da Conha Acústica para a Avenida Juscelino K, de Oliveira até o cruzamento da Avenida Coronel Daniel Peluso.

Em breve mais informações.




3 thoughts on “Rolezinho na Concha Acústica é marcado por confusão

  1. Só pra deixar bem claro aqui,eu estava no rolê e bem de frente com os PMs, que desnecessariamente despararam bombasde há, gás e tiros de borracha em todo mundo,sem motivos,.saíram atingindo as pessoas como se fossem animais sem donos,isso é o que vocês chamam de ” segurança,autoridade”?? Porque pra mim essa atitude foi das piores,se não podemos confiar que estamos seguros quando eles tão perto, então como vamos sair de casa,se eles mesmo são as ameaças??sorte é de quem jogou essa no mercado,de eu não tá lá dentro do mercado e não ter pego em mim,porque se tivesse eu ia até o inferno se fosse possível,mais ia fazer ele perder a farda,porque tem muita gente com imagens no celular da hora que eles começaram a jogar bombas e tiros lá em todo mundo sem ter motivos para isso..pra ser sincera me sinto mais segura ao lado de bandidos,que sei que a qualquer momento podem reagir contra mim,do que ao lado de quem devia fazer nossa segurança,como esses ” policiais”,se é que podem ser chamados disso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *