Sobe para 90% a taxa de ocupação de UTIs SUS em Bragança Paulista. Leitos atendem a região. Município tem hoje 1133 em isolamento.

O boletim desta quinta-feira, 3, da Secretaria Municipal de Saúde de Bragança Paulista, indica que subiu de 83,3% para 90%, nas últimas 24 horas, a taxa de ocupação dos leitos SUS de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs).

Vale lembrar, que a taxa se refere não apenas para vagas disponíveis para pacientes de Bragança Paulista e sim para pacientes de toda a região. Já a taxa de ocupação de leitos clínicos SUS, também regionais, se manteve em 33.3%.

Desde terça-feira, ao invés de contar com 30 leitos de UTI SUS disponíveis para o tratamento de COVID-19, Bragança Paulista e região contam com 18 leitos disponíveis. A Prefeitura de Bragança Paulista, ainda não informou se em caso de necessidade a região poderá ou não adquirir novos leitos.

Internados de Bragança

Quando o assunto são as internações só de pacientes de Bragança Paulista, temos um total de 18 pessoas internadas. No dia anterior, no entanto, eram 17.  As internações são em leitos SUS, bem como em leitos particulares, tanto em leitos clínicos como de UTI.

São 9 pacientes internados já com resultado de exames positivos, entre eles o ex-técnico do Bragantino Marcelo Veiga. No dia anterior eram 7. Além disso, há 9 internados com suspeita de coronavírus. No dia anterior eram 10.

Outros números

Nas últimas 24 horas, o município confirmou mais 56 casos positivos de COVID-19. Dos 5726 pacientes positivos desde o início da pandemia,  4494 estão recuperados e 1133 seguem em isolamento domiciliar.

Além disso, o município aguarda os resultados de 519 exames. No dia anterior eram 634 exames de COVID-19 ainda sem resposta.

O boletim de hoje indica também a notificação ao Ministério da Saúde de mais 104 casos suspeitos de COVID-19 e com isto, já são 11.231 notificações desde o início da pandemia.

Ele mostra ainda que 163 casos foram descartados para COVID-19, em 24 horas.

Balanço de mortes

Dos 90 mortos, 45 pacientes eram homens, bem como 45 eram mulheres, sendo que 14 tinham menos de 60 anos. Já as outras 76 vítimas tinham 60 anos ou mais.

Dos 90 mortos, 22 eram moradores de asilo, sendo 12 do Jardim Público, 9 do asilo da Vila Bianchi, bem como 1 da Casa São Luiz, que abriga freiras idosas.

Agosto e setembro, são os meses com maior número de mortes até agora, sendo 21 óbitos confirmados para COVID-19 em cada um dos meses. Novembro, no entanto, totalizou apenas 4 mortes confirmadas de COVID-19, o que indica considerável queda de mortes no município.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como região no celular? É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta