Hoje é Dia Internacional do Combate ao Câncer Infantojuvenil e a mensagem que que gostaria de transmitir é que somente com o engajamento de todos será possível vencer essa luta.

O câncer é uma doença grave e temida, por esse motivo, o que todos os anos se espera é que, com o avanço da tecnologia e das pesquisas, a cura para a doença seja descoberta. Somente através de ações educativas e preventivas relacionadas ao câncer infantil e juvenil, poderemos cada vez detectar os sinais e sintomas da doença mais precocemente, salvando cada vez mais vidas.

Na faixa etária de 1 aos 19 anos, o câncer ainda figura como a principal causa de morte por doença. Porém, os avanços obtidos em tratamento do câncer na infância e na adolescência é extremamente significativo.Há quase 18 anos, quando iniciamos nosso trabalho, as chances de cura eram de 15% e, por isso, abraçamos a causa, para que cada vez mais crianças e adolescentes com câncer e suas famílias tivessem uma melhor qualidade de vida, além do aumento nas chances de cura. Com os avanços em prevenção, diagnóstico precoce, tratamento adequado e controle, a doença ganhou novas perspectivas e em alguns casos chega até em 80% as chances de cura, desde que diagnosticada precocemente e tratada nos centros especializados.

Por isso, os pais devem sempre estar atentos a quaisquer mudanças na saúde dos filhos, prestando atenção em alguns sintomas que podem estar associados ao câncer. Se ocorrer surgimento de sintomas incomuns, é fundamental a consulta e acompanhamento do pediatra. Já no caso de confirmação da doença, o acompanhamento médico para o tratamento adequado do câncer é fundamental.

Os programas desenvolvidos pelo Instituto Ronald McDonald no Brasil atuam no diagnóstico precoce da doença, no encaminhamento adequado aos centros de referência para tratamento, no apoio psicossocial e no atendimento integral e de qualidade para os jovens pacientes e seus familiares. Ao longo dos últimos anos, conseguimos beneficiar cerca de 3 milhões de crianças, adolescentes e seus familiares. Oferecendo conforto nos Espaços da Família Ronald McDonald, locais de descanso, distração e interatividade para pais e pacientes em hospitais; abrigo, estadia e alimentação nas Casas Ronald McDonald ao redor do Brasil, e que serão 8 até o final de 2017, além dos programas Diagnóstico Precoce e Atenção Integral, que são primordiais para o início rápido do tratamento.

O ano de 2016 foi extremamente desafiador e, ainda assim, saímos vitoriosos. Batemos o recorde de arrecadação com o McDia Feliz, campanha de maior mobilização social nacional, milhares de crianças e adolescentes com câncer e seus familiares serão assistidos com esses recursos em 2017. No centro de todo o nosso trabalho está o objetivo de promover a alegria e a união dos pacientes com suas famílias durante todo o processo do tratamento. Quando temos quem a gente ama perto de nós, conseguimos superar os obstáculos com mais força.

*Francisco Neves, Superintendente do Instituto Ronald McDonald