Skip to content

Taxas de ocupação de UTI e enfermaria caem com aumento de leitos

Taxas de ocupação de UTI e enfermaria caem com aumento de leitos regionais. Bragança totaliza agora 67 mortes.

No boletim desta quarta-feira, 16, a Prefeitura de Bragança Paulista divulgou mais uma morte confirmada para COVID-19 e uma descartada. Além disso, durante pronunciamento, a secretária de Saúde, Marina de Fátima Oliveira informou que agora a região conta com 40 leitos de UTI SUS para tratamento do novo coronavírus, bem como 40 leitos de enfermaria. Com o aumento de leitos, na segunda-feira, 14, consequentemente as taxas de ocupação de UTI e enfermaria caíram.

Ou seja, a queda de ocupação não reflete a queda no número de internações na região.

A região tinha até então 33 leitos de UTI SUS,  agora são 40 leitos, sendo que as novas 7 UTIs ficam na cidade de Socorro e não Bragança Paulista.

São portanto, 10 leitos de UTI no Hospital Universitário São Francisco, 10 no Hospital Bragantino, 13 na Santa Casa de Bragança Paulista e 7 na Santa Casa de Socorro.

Dos 40 leitos de UTI,  62,5% deles estão ocupados. Ao todo são 9 pacientes de Atibaia internado, 3 de Bom Jesus dos Perdões, 7 de Bragança Paulista, 1 de Nazaré Paulista, 1 de Tuiuti, 1 de Vargem, 1 de Pinhalzinho e 1 de Piracaia.

Já os leitos de enfermaria, que eram 30, saltaram também para 40. O hospital de campanha, instalado na Santa Casa a princípio para atender pacientes apenas de Bragança foi transformado para atendimento regional. Com isto há 30 leitos de enfermaria disponíveis na Santa Casa e 10 no Hospital Bragantino.

Há atualmente internados nestes leitos um total de 6 pacientes de Atibaia, 19 de Bragança Paulista, 1 de Pedra Bela e 1 de Tuiuti.

Mortes

Hoje o boletim confirmou a morte de uma mulher de 77 anos, que faleceu no dia 12 e morava no Asilo do Jardim Público. Já a morte descartada que aparece no boletim é de um homem de 79 anos, que faleceu no dia 5 e morava no Asilo da Vila Bianchi. Agora o município tem apenas uma morte em investigação. Trata-se do óbito de um idoso de 95 anos, que moravam no Asilo do Jardim Público.

Balanço das Mortes

Das 67 mortes, 16 são de moradores de asilo, sendo 9 do Jardim Público, 6 do asilo da Vila Bianchi e 1 da Casa São Luiz, que abriga freiras idosas.

Dos 67 mortos, 36 eram homens e 31 mulheres, sendo que 12 tinham menos de 60 anos e outros 55 tinham 60 anos ou mais.

Até agora, agosto é o mês com maior número de mortes no município. São 21 mortes no mês de agosto contra 15 no mês de julho.  Do início da pandemia até o final de junho, aliás, foram 17 mortes no total.

Neste mês de setembro há 14 mortes confirmadas para COVID-19. Além disso há uma morte em investigação.

OUTROS NÚMEROS

A Prefeitura de Bragança Paulista anunciou nesta quarta-feira, 16, a confirmação de mais 70 casos de COVID-19 nas últimas 24 horas. Com isto, o município soma 3792 casos confirmados do novo coronavírus, desde o início da pandemia.

O número de recuperados é de 2315 pessoas.

Além disso, o boletim de hoje indica que entre leitos de enfermaria, bem como de UTI, estão internados com confirmação de COVID-19, um total de 14 pacientes. Além disso, 17 pacientes continuam aguardando internados os resultados de seus exames.

Da mesma forma, o boletim indica que 492 pacientes esperam os resultados dos exames. No dia anterior eram 493.

Também no boletim de hoje a Prefeitura divulgou o registro e a notificação ao Ministério da Saúde de mais 111 casos suspeitos. Com isto, as notificações subiram de 6369 no dia anterior, para 6480 . Além disso, o boletim registrou  o descarte de 40 casos de COVID-19, nas últimas 24 horas.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como região no celular? É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

 

Deixe uma resposta

© 2015-2020 Jornal Bragança Em Pauta - Todos direitos reservados