Três são presos acusados de agredir mulheres em Bragança Paulista

As forças de segurança de Bragança Paulista prenderam, no final de semana, três homens acusados de agredir mulheres, em Bragança Paulista. As prisões aconteceram com base na Lei Maria da Penha.

A Guarda Civil Municipal  efetuou a primeira prisão na tarde de sábado, 14. Os guardas atenderam uma ocorrência de violência doméstica na Vila Motta. Quando chegaram encontraram agressor, um homem de 34 anos, sentado na calçada. Ele estava em visível estado de embriaguez.

A vitima relatou que o marido chegou em casa bêbado e em seguida iniciou uma discussão. Ele  a ameaçou de morte, bem como desferiu socos em sua cabeça.

Os guardas apuraram que a mulher já tinha, anteriormente, em seu favor uma medida protetiva de urgência contra o companheiro. Ela, no entanto, acabou permitindo que ele voltasse para casa, de forma que a medida perdeu sua validade.

Diante dos fatos, os guardas levaram o acusado para o Plantão Central da Polícia Civil. Antes do delegado de plantão ouvir o acusado, entretanto, ele desferiu uma cotovelada em uma porta. Com a batida, aliás, a porta quebrou.

A autoridade policial autuou o agressor em flagrante por ameaça e lesão corporal dolosa – violência doméstica. Além disso, por quebrar a porta,  o delegado autuou o agressor por dano ao patrimônio público. Posteriormente, o homem foi apresentado em audiência de custódia.

Agrediu com vassoura

A segunda prisão, por sua vez,  foi efetuada por policiais civis da Delegacia de Defesa da Mulher na manhã de domingo, 15.

A vítima relatou aos investigadores que o marido, de 31 anos, chegou em casa pela manhã. Ele, de acordo com ela, estava embriagado e passou a noite inteira fora. Os dois iniciaram então uma discussão. Foi então que  o homem partiu para cima dela, tentando agredi-la.

A vítima ainda tentou se defender mas o agressor a pegou pelos cabelos , bateu em sua cabeça com uma vassoura, tentou torcer seu braço e a jogou em cima de um balcão.

A vítima disse à polícia que conseguiu se refugiar no quarto e ligou para a sogra pedindo ajuda. Foi então que a  cunhada chegou no local e a vítima conseguiu sair da casa pulando a janela, Em seguida ela foi até a delegacia pedir ajuda e os policiais detiveram o acusado na sua casa.

Os policiais conduziram o acusado até a delegacia e lá o  autuaram em flagrante por lesão corporal dolosa – violência doméstica – o apresentando posteriormente em audiência de custódia.

Agrediu mulher e filho

Ainda no domingo, 15, no período da tarde, guardas civis municipais se dirigiram até o Jardim Morumbi, onde uma mulher estaria sendo agredida pelo marido. Em contato com a vítima, ela relatou que o marido , de 33 anos, tinha agredido ela e o filho do casal, de 9 anos de idade.

Disse ainda que o homem a ameaçou de morte.

O acusado confessou a agressão, alegando que tinha sido perturbado.

Ele foi levado para o Plantão Central da Polícia Civil, onde o delegado de plantão o autuou em flagrante por lesão corporal dolosa e ameaça – violência doméstica – e o apresentou em audiência de custódia.

MAIS NOTÍCIAS POLICIAIS

Para ficar sempre por dentro das últimas e principais notícias policiais de Bragança Paulista, aliás, é muito fácil. Basta você acessar os links:

https://bragancaempauta.com.br/category/policia/
https://www.facebook.com/policiaempauta

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?  É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta