O Tribunal de Contas rejeitou poor unanimidade, no último dia 4, os contratos da Prefeitura de Bragança Paulista com a Associação de Beneficência Comunitária (ABBC), firmados em 2013 pelo prefeito Fernão Dias, para o gerenciamento das unidades de saúde e também da Unidade de Pronto Atendimento da Vila David e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Confira trecho do vídeo com a sessão do Tribunal de Contas em que os contratos foram rejeitados.

 

Quando foram firmados os contratos, havia a expectativa de melhorias na área de saúde no município. As reclamações, entretanto, nunca pararam e variam desde falta de medicamentos, até demora nas consultas e exames.

Denúncias de irregularidades foram feitas tanto ao Ministério Público como aos vereadores, durante sessões da Comissão de Saúde.

Praticamente as vésperas da eleição, a Prefeitura prorrogou o contrato, que venceu no dia 30 de setembro. O aditamento é válido por seis meses, ou seja, até o mês de março.