Skip to content

Usuário terá que baixar novo aplicativo da Zona Azul Digital em Bragança Paulista

Empresa de Zona Azul interrompe prestação de serviços em Bragança

Uma nova empresa irá assumir a Zona Azul Digital em Bragança Paulista. A Secretaria de Mobilidade Urbana divulgou que quem assumirá o serviço a partir do dia 31 de agosto é a Serttel Soluções em Mobilidade e Segurança Urbana Ltda. Com isto, o usuário terá que baixar no Google Play ou na Apple Store o novo aplicativo.

Em nota, a Prefeitura de Bragança Paulista informou que a Sertell já concluiu os testes de compatibilidade do aplicativo. Além disso, a empresa já assinou o Termo de Credenciamento com a Secretaria de Mobilidade Urbana.

Faltando cinco dias para o início da operação, o aplicativo, no entanto, ainda não está disponível para downlood.

Em nota, a Prefeitura informou ainda, que o usuário que possui créditos de estacionamento adquiridos da antiga operadora Transitable deve entrar em contato com a própria empresa. O contato, aliás, pode ser feito através do próprio aplicativo na aba “contato”. O atendimento também é feito pelo e-mail: [email protected] ou ainda pelo telefone (48) 99647-0105 .

Cabe, portanto, ao usuário solicitar o ressarcimento do valor correspondente aos créditos da Zona Azul que ele não utilizou.

A empresa Transitable interrompeu a prestação de serviços de Zona Azul Digital em Bragança Paulista no dia 8 de junho, no entanto, apenas um mês depois, a informação se tornou pública. No dia 9 de julho, quando os usuários tentavam validar o estacionamento, receberam avisos de erro de validação junto ao servidor da Prefeitura.

Somente, então, a Prefeitura confirmou que a empresa não estava mais atuando no município há um mês.

Como é que é?

Na época, os vereadores Marcus Valle e Basílio Zecchini fizeram questionamentos oficias à Prefeitura sobre o assunto, por meio dos Pedidos de Informações números 252/2020 e 267/2020.

Basílio foi informado pelo secretário Rogério Crantschaninov que os valores em reais referentes aos créditos seriam devolvidos à Prefeitura pela Transitabile, e posteriormente transferidos aos usuários como crédito/hora para utilizar com a nova empresa.

Já ao vereador Marcus Valle, o secretário Rogério Crantschaninov disse que os créditos da Transitabile seriam transferidos para a nova empresa.

No entanto, nenhuma coisa e nem outra ocorreram e usuários ouvidos pela reportagem sentam-se apreensivos e não verem seu dinheiro de volta.

Quer receber notícias de Bragança Paulista e região no celular? É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

© 2015-2020 Jornal Bragança Em Pauta - Todos direitos reservados