UTIs lotadas: Estado libera verba para custeio de mais 10 leitos

A Secretaria de Saúde divulgou ontem, 23, que o Governo do Estado de São Paulo liberou R$ 1.440.000,00 para a contração de 10 leitos de UTI no Hospital Novo Bragantino e também para custeio de leitos de enfermaria nos próximos 60 dias.

Com isto, a região ao invés de 21 leitos passará contar com 31 leitos de UTI-Covid, sendo 10 no Hospital Universitário São Francisco, 10 no Hospital Novo Bragantino, 6 no Complexo Hospitalar Santa Casa de Bragança Paulista e 5 na Santa Casa de Socorro.

No boletim desta quinta-feira, 24, no entanto, estes “novos leitos” ainda não foram contabilizados.  A ocupação dos leitos de UTI está na casa de 104% e ainda se refere, portanto, a 21 leitos. Isto significa que há leitos que são destinados para outras doenças sendo usado para tratamento da COVID-19.

O boletim de hoje, indica ainda que o número de internações em leitos de enfermaria se manteve pelo segundo dia em 37,5%.

Já o número de internações de pacientes de Bragança Paulista caiu de 34 para 32. Vale lembrar, no entanto, que foi registrada uma morte. As 32 internações são em leitos SUS e particulares.

No total são 13 pacientes internados já com confirmação de coronavírus. No dia anterior também eram 13. Além disso, 19 pacientes aguardam resultados dos exames. No dia anterior também eram 21.

Balanço das mortes

O boletim de hoje trouxe o registro da morte de nº 101. A vítima fatal é Lenira Moreira Acedo, de 59 anos, conforme o Em Pauta já havia divulgado na tarde de quarta-feira, 23. Lenira deixou dois filhos: Matheus e Paula. O marido, Paulo Acedo, faleceu 12 dias antes dela também vítima da COVID-19.

Com a morte de número 101, o mês de dezembro registra até agora onze mortes confirmadas de COVID-19. Mais do que o dobro de mortes de novembro, que registrou 4 mortes em decorrência da COVID-19.

Das 101 mortes registradas desde o início da pandemia, aliás, 50 pacientes eram homens e 51 eram mulheres, sendo que 18 vítimas fatais tinham menos de 60 anos. Já as outras 83 vítimas tinham 60 anos ou mais.

Do total de mortos, 22 eram moradores de asilo, sendo 12 do Jardim Público, 9 do asilo da Vila Bianchi, bem como 1 da Casa São Luiz, que abriga freiras idosas.

Agosto e setembro são os meses com maior número de mortes até agora, sendo 21 óbitos confirmados para COVID-19 em cada um dos meses.

Outros números

No boletim de hoje a Prefeitura de Bragança Paulista confirmou mais 11 casos de COVID-19. Ou seja, dos 6114 pacientes positivos, desde o início da pandemia, 4670 estão recuperados. Além disso, 1330 seguem em isolamento domiciliar.

Além disso, a Prefeitura aguarda o resultado de 1076 exames. No dia anterior Bragança Paulista esperava o resultado de 983 exames.

Ainda no boletim de hoje, a Prefeitura contabilizou 127 novas notificações de casos suspeitos em 24 horas, bem como registrou 23 casos descartados. Desde o início da pandemia são, portanto, 13.008 notificações.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como da região no celular?
É só clicar aqui: 
WhatsApp do Bragança Em Pauta

Deixe uma resposta