O vereador Quique Brown pediu na terça-feira, 19, a abertura de uma Comissão Especial de Inquérito para investigar a realização da Festa do Peão de Bragança Paulista.

Ele fez o pedido com base em repostas à Pedidos de Informação sobre o evento e constatações que ele fez in loco nos dias do evento.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



O vereador disse que não vai forçar que os vereadores assinem à abertura da CEI mas que espera que antes de encaminhar o apurado ao Ministério Público, ele espera que os vereadores façam a fiscalização.

Entre as denúncias está o pagamento de R$ 20 mil para três entidades assistenciais do município. No edital constava que a Prefeitura indicaria as entidades e segundo o vereador não foi dada transparência aos critérios para escolha e teria dado preferência à três entidades em detrimento à outras.

O valor de ingressos no parque acima do edital também foi denunciado pelo vereador. No edital o valor máximo era de R$ 10,00 e o vereador fotografou um brinquedo em que a cobrança era de R$ 15,00.

Quique também falou da contratação de shows fora da listagem que consta no edital também foi citada por Quique Brown, que também falou sobre a cobertura da praça de alimentação, que segundo ele, no edital constava que toda a a área deveria ser coberta e que isto, não aconteceu.

Desde a divulgação da vencedora da licitação a festa vem sendo cercada de polêmica, conforme o  divulgado na época pelo Bragança Em Pauta por causa da ligação da empresa Gui Moron, que realizou o evento este ano com a HJR Eventos, responsável pelo evento no ano passado, que foi alvo de muitas críticas.