Tanto os vereadores reeleitos como os não eleitos, tiveram, em sua maioria, queda em sua votação o que demonstra de certa forma o descontentamento dos que neles votaram em 2012. Apenas os vereadores Bugalu e Paulo Mário tiveram aumento de votos.

Bugalu pulou de 1036 para 1194 votos o que reflete um aumento de 15% de votos. Paulo Mário que obteve em 2012 536 votos, nesta eleição alcançou a marca de  728 votos, ou seja uma porcentagem maior em 35,82%.

Tião do Fórum, por sua vez, manteve a votação. Em 2012 foram 1525 votos e desta vez conquistou apenas mais dois eleitores.

Já com relação a queda, quem mais perdeu em números totais de eleitores foi Fabiana Alessandri que mesmo assim manteve o posto de vereadora mais votada.

Em 2012, ela ultrapassou a marca de 3 mil votos, alcançando 3480 votos, mas este ano não chegou na casa dos 2 mil, teve apenas 1887 votos ou seja, perdeu 1593 eleitores. Um redução em 45,77% dos votos.

O segundo colocado destas eleições, o vereador Gabriel que em 2012 teve 2218 votos teve desta vez 1867 votos, ou seja,  15,82% a menos.

Mário B. Silva, que em 2012 teve 1450 votos, este ano não chegou nem a marca de mil votos, mas foi eleito com a marca de 847 votos, 41,58% a menos do que na eleição anterior.

Entre os eleitos, Marcus Valle foi o que menos perdeu votos em porcentagem. Teve 1383 votos em 2012 e com a queda de 11,87% conquistou mais um mandato com 1221 votos.

Seu colega de partido, Quique Brown, que foi uma das surpresas em 2012, mas deixou a Câmara durante bom tempo do mandato para exercer o cargo de secretário de Cultura e Turismo, teve uma redução de 24,81% dos votos, passando de 1326 para 997.

Outra redução de votos, entre os eleitos ficou por conta de Natanael Ananias que teve redução de 37,67% dos votos, passando de 1327 votos em 2012 para 827 em 2016.

Quando o assunto são os vereadores não reeleitos, a redução de porcentagem de votos varia de 39,69% x a 58,86%, Jorge do Proerd teve a menor redução de votos em porcentagem, caindo de 776 votos para 468. A vereadora Rita Valle é a que mais perdeu votos, ou seja, 58,86%. Seus votos despencaram de 1624 para 668.

Miguel Lopes teve uma redução de 48,81% dos votos, passando de 1842 para 899 votos, ou seja, 943 votos a menos.

O vereador Dito do Ônibus perdeu 57,37% dos seus 1147 votos conquistados em 2012, ou seja nesta eleição obteve apenas 658 votos.

Léo do Toró, por sua vez viu seus votos despencarem de 979 para 417 ou seja 57,40%, enquanto que Valdo Rodrigues teve 45,56% de redução no seus votos, caindo de 1003 para 546.

Rafael de Oliveira por sua vez teve uma redução nos seus votos de 25,7%, passando de 1295 para 938 votos.