Pelo menos mais dois casos de violência doméstica foram registrados em Bragança Paulista, no final de semana. Dois homens foram presos pela Guarda Civil Municipal e apresentados em audiência de custódia.   Em um dos casos, a vítima teve o braço quebrado pelo agressor no outro, o homem praticou a agressão no meio da rua, sem se importar com a presença de guardas no local.

A primeira prisão aconteceu na manhã de sábado, 10,  no bairro do Guaripocaba, zona rural de Bragança Paulista.

Quando os guardas chegaram no local encontraram o casal ainda dentro da residência, sendo que a mulher apresentava hematomas no rosto e perna e estava com o braço esquerdo inchado.

Ela relatou aos guardas que tinha sido agredida com socos e chutes desferidos por seu companheiro Mateus Pedroso Oliveira, de 20 anos.

Os guardas socorreram a vítima à UPA Bom Jesus , onde ficou constatado que o braço esquerdo estava fraturado.

Mateus recebeu voz de prisão e foi conduzido ao Plantão Central da Polícia Civil, onde foi autuado em flagrante por lesão corporal dolosa – violência doméstica – e apresentado em audiência de custódia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



A segunda ocorrência de violência doméstica aconteceu no final da manhã de domingo,  11.

Guardas Civis Municipais se encontravam em serviço na “feira do rolo” no Jardim da Fraternidade, quando um casal passou por eles e logo à frente o homem começou a agredir a mulher com socos, chutes e tapas, sem se preocupar com a presença dos guardas.

Imediatamente os guardas contiveram o agressor, identificando-o como Dinael Oliveira dos Santos, de 34 anos e o conduziram ao Plantão Central da Polícia Civil, onde ele foi autuado em flagrante por lesão corporal dolosa – violência doméstica – e apresentado em audiência de custódia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *