Médicos cubanos

O assunto da semana é a decisão de Cuba de romper a parceria com o Brasil no Programa Mais Médicos. Com o rompimento, Bragança Paulista e Atibaia perdem 10 médicos cubanos. A princípio isto deve causar transtornos para a população carente.  A decisão de Cuba foi tomada após diversas críticas do presidente eleito Jair Bolsonaro.

A fim de solucionar o problema, o Ministério da Saúde publicou no Diário Oficial da União desta terça-feira, 20, um edital. São ofertadas 8.517 vagas para substituição dos cubanos. Os médicos serão contratados para atuar em 2.824 municípios e 34 áreas indígenas.

Bragança e Atibaia perdem 10 médicos cubanos

Em Bragança Paulista existem cinco médicos cubanos e em Atibaia mais cinco. Em nota, divulgada nesta terça-feira, 20, a Prefeitura de Atibaia, ressaltou que os médicos  anunciaram que deixarão o programa a partir de hoje. A decisão foi tomada conforme orientação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Os médicos cubanos atuavam em Atibaia nas Unidades de Saúde da Família (USF) do Boa Vista, Cachoeira, Imperial e Caetetuba. Para que não haja descontinuidade de atendimento, a Prefeitura direcionará pacientes para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Cerejeiras.

Em Bragança Paulista, a saída dos médicos cubanos afetará os atendimentos nas unidades do Toró, São Miguel, CDHU, Vila Davi e Hípica Jaguari.

Em nota, o assessor de Secretaria de Saúde Marcus Leme, ressaltou que as médicas receberam comunicado do Governo Cubano para que não realizem mais atendimentos. Os atendimentos eram feitos de segunda a quinta. Elas tem até o dia 29 para retornar para Cuba.

Enquanto as contratações do governo federal não forem concluídas,  a Prefeitura de Bragança Paulista informou que vai remanejar médicos.

Marcus Leme, pediu paciência da população dos postos atingidos. “Todos foram pegos de surpresa.  A reposição de médicos de imediato não é tarefa fácil diante da ausência deste tipo de profissionais disponíveis no mercado de trabalho” disse em nota.

Ele destacou ainda que o trabalho prestado durante a permanência das médicas cubanas nos postos de atendimento no município foi muito satisfatório. “Bragança só tem agradecer as mesmas pelo dedicado atendimento a população” disse.

O Programa Mais Médicos em Bragança conta com mais três médicos. Estes, entretanto, não serão afetados por não serem cubanos.

Em setembro do ano passado, a secretária de Saúde Marina de Fátima Oliveira declarou quando chegaram as cinco cubanas, que Bragança tem capacidade para receber 20 médicos do programa.

Edital Mais Médicos

De acordo com o novo edital do Governo Federal, os profissionais selecionados receberão salário de R$ 11.865,60 por 36 meses. Há possibilidade de prorrogação do contrato. As atividades dos médicos que serão contratados incluem oito horas acadêmicas teóricas e 32 em unidades básicas de saúde.

As inscrições para adesão ao programa Mais Médicos serão efetuadas via internet. Elas podem ser feitas a partir das 8h desta quarta-feira, 21, e seguem até o domingo, 25, por meio do Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP). Basta acessar o endereço eletrônico http://maismedicos.gov.br.

Podem se inscrever os médicos brasileiros com CRM Brasil ou com diploma revalidado no país.

Após a confirmação da inscrição, o SGP disponibilizará a tela para escolha do município/DSEI que o médico irá atuar.

A expectativa é de que os novos profissionais cheguem, conforme a Prefeitura de Atibaia, no início de dezembro.

 

Deixe uma resposta