O Edith Cultura realiza esta semana duas sessões de cineclube fechando a programação de junho, do Edith Garagem. As exibições acontecem sempre as 19h30 e são gratuitas, com contribuição espontânea. Um dos filmes discute a especulação imobiliária e o outro o povo HuniKuī.

Na quinta dia 28 de junho, será  apresentado o documentário “Limpam com Fogo”. A classificação indicativa é de 14 anos. A sessão contará com a presença dos diretores Conrado Ferrato e César Vieira, que participarão de um bate-papo pós exibição.

O filme é um retrato sobre os incêndios em favelas na cidade de São Paulo e sua relação com a especulação imobiliária. São apresentados depoimentos de moradores atingidos, de lideranças comunitárias e de autoridades.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Na sexta, 29 de junho, o filme exibido será “Já me Transformei em Imagem”, dirigido por Zezinho Yube. A classificação indicativa é livre e o filme é legendado. O documentário mostra a povo HuniKuī, que expõe a própria.  São os próprios ameríndios os responsáveis pela produção de imagens, criação da narrativa e atuação.

Remontam o tempo do contato com não-indígenas, passando pelo cativeiro nos seringais, até o momento atual, em que o vídeo compõe sua realidade. Os depoimentos dão sentido ao processo de dispersão de suas tradições, perda e reencontro vividos pelos Hunikui.

Ambas as sessões fazem parte da “Mostra de Filmes” organizada pela Casa Lebre.

O Edith Garagem fica na Rua Cel. João Leme, 229 – Centro – Bragança Paulista.

Fotos Divulgação.

Deixe uma resposta