Continua conturbada a eleição para escolha da nova diretoria do Sindicato dos Servidores de Bragança Paulista.

Na manhã desta terça-feira, dia 23, as 9 urnas atrasaram para sair da sede do sindicato por causa de um tumulto entre as chapas participantes do pleito.

A chapa 2, que tem como presidente Cláudio Viana, alega que não puderam acompanhar a lacração das urnas nem o transporte das mesmas, até os locais de votação. Já o atual presidente do sindicato Carlos Martins, alega que a chapa 2 não cumpriu os prazos previstos no estatuto da entidade e que não podiam passar por cima das regras para atendê-los.

A Polícia Militar e a Guarda Civil estiveram no local e os ânimos se acalmaram.

As urnas, percorrerão hoje e amanhã, dia 24, todas as secretarias municipais, das 8h às 17h.

Ainda não foi divulgado o horário e o local da apuração dos votos.