Embriagado preso após causar acidente tenta agredir guardas

Bebida e direção não combinam. A gente não se cansa de repetir porque muita gente, ainda não entendeu. O assunto é sério e a combinação pode ser fatal. Em Bragança Paulista, na noite de quarta-feia, 16, mais um caso de embriaguez ao volante terminou em acidente. O embriagado foi preso e ainda tentou agredir guardas municipais.

Conforme o apurado pelo Jornal Bragança Em Pauta, o acidente aconteceu no semáforo da Avenida dos Imigrantes no trevo de acesso à Rodovia Capitão Barduino.

Um rapaz, de 34 anos, conduzia o seu veículo Fiat/Palio, preto, de placas EMM-6200/B.P pelo local quando seu carro foi atingido na traseira por uma pick-up Fiat/Uno, preta, de placas CGL-7919/Piracaia.

Após a colisão, no entanto, o motorista da pick-up fugiu do local em alta velocidade.

A tentativa de fuga

O motorista que teve seu carro atingido e passou a seguir o causador do acidente.  O fujão entrou na Rua Felipe Siqueira e em seguida retornou de ré até um posto de gasolina na esquina da referida rua, no cruzamento com a Rua Tupy.

Lá ele parou o veículo e desceu.  A vítima foi então conversar com ele. Porém, notou que o homem, de 40 anos, estava embriagado e muito alterado.

O acusado não quis conversar. Entrou novamente no carro e seguiu pela Avenida José Gomes da Rocha Leal no sentido Lavapés. Ele andou inclusive na contramão de direção.

A Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal já tinham sido acionadas pela vítima, que continuou acompanhando o acusado.

Quando já estavam nas proximidades da Igreja Universal uma viatura da Guarda Civil Municipal também passou a acompanhar o fujão.  Ele foi abordado então na Avenida São Lourenço.

Alterado, o homem desceu do carro e, conforme o registrado no Plantão Central da Polícia Civil, teria partido para cima dos guardas, tentando agredi-los para evitar a abordagem.

Desacato e simulação de desmaio

O embriagado teria desacatado e xingando os guardas, que conseguiram contê-lo, mesmo ele estando visivelmente embriagado e agressivo.

Ao ser colocado no compartimento de presos da viatura, o motorista passou a desferir chutes e continuou desacatando os guardas.

Quando os guardas foram tirá-lo da viatura já no Plantão Central da Polícia Civil, o homem ainda simulou um desmaio. Ele chegou a ser  levado à Santa Casa para ser medicado. Lá os médicos constataram que ele realmente estava perfeitamente bem de saúde e que não tinha desmaiado.

De volta ao Plantão Central, ele novamente simulou um desmaio e passou a debochar dos guardas e dos policiais que ali trabalhavam.

Ao ser colocado na cela, ele insurgiu contra todos, tentando agredi-los.

O motorista foi autuado em flagrante por embriaguez ao volante, resistência e desacato. Posteriormente ele deve ser apresentado em audiência de custódia. O veículo estava com o licenciamento vencido e foi recolhido ao guincho.

Deixe uma resposta