Uma garotinha de 7 anos foi estuprada e janeiro, no Bairro Caetetuba, em Atibaia e o acusado de cometer o crime é o namorado da avó:  um homem, de 44 anos, que foi preso em Atibaia na tarde de segunda-feira, 26.

O homem nega o estupro, porém, exames médicos comprovaram realmente que a menina vinha sofrendo abusos sexuais há algum tempo. Ela não teria contando antes para a família, porque o acusado a ameaçava.

O caso continua em investigação.

O crime teria acontecido dentro da própria casa da família e o homem, que morava lá, depois dos relatos da menina para os familiares,  foi expulso do local e estava morando na casa de seu pai, no Bairro São Pedro, onde foi preso. 

 Alerta e estatísticas

Casos como este  revelam a importância de se orientar sempre a criança, e linguagem adequada para cada idade, o que é ou não certo, para que caso alguém queira tocá-la ela saiba que é aquilo não pode e consiga se defender, ou pedir ajuda o mais rápido possível.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Serve de alerta também para que as famílias fiquem atenta ao comportamento de adultos com a criança, dentro da própria casa e não só fora dela.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública Atibaia teve em 2017 um total de 22 casos de estupro de vulnerável, ou seja crianças ou pessoas com deficiência que não tem condições de se defender.

No mês de janeiro de 2018, as estatísticas revelam que já foram registrados em Atibaia 5 estupros de vulnerável.

Em Bragança Paulista, os números são um pouco menores. Em janeiro tivemos apenas um registro de estupro de vulnerável e ano ano de 2017 inteiro foram registrados 18 casos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *