Maioria do comércio local funcionará das 10h às 20h a partir de segunda-feira em Bragança Paulista. Lojas podem abrir 10 horas por dia.

A Prefeitura de Bragança Paulista anunciou na tarde desta sexta-feira, 5, que a solicitação dos representantes do comércio local para que os estabelecimentos funcionassem 12 horas diárias no período natalino, foi negada Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da COVID-19.

Desta forma, a abertura de lojas na cidade deve ocorrer durante 10 horas diárias, conforme define a Fase Amarela do Plano São Paulo, bem como o Processo Judicial que determina que o município cumpra os decretos estaduais que regulam a retomada das atividades econômicas não essenciais.

HORÁRIO NO NATAL

A grande maioria das lojas de Bragança Paulista, funcionará de segunda a sexta, das 10h às 20h. Aos sábados, as lojas, sobretudo da Região Central abrirão das 10h às 18h. E aos domingos, das 10h às 15h. A informação é do Sindicato do Comércio Varejista de Bragança Paulista.

De acordo com o presidente Gerson Teixeira, após a impossibilidade de trabalharem 12 horas diárias no período natalino, mais de 200 empresários varejistas foram ouvidos e 79% deles optaram pelo horário das 10h às 20h.

A maioria dos que optaram por este horário são ligados a lojas de calçados, de roupas e brinquedos, que são a maioria dos estabelecimentos localizados nas ruas “do comércio” e “do mercado”, por exemplo.

Todavia, outros setores específicos e aqueles que desejarem, poderão fazer seus próprios horários, se adequando ao seu público, desde que dentro das 10 horas diárias.

Isto caso o estabelecimento não se encaixe na condição de essencial, como farmácias, por exemplo. O novo horário passa valer a partir da próxima segunda-feira, 7.

Na terça-feira, 8, que é feriado do Dia da Padroeira Nossa Senhora da Conceição, Gerson Teixeira informou que os lojistas combinaram de adotar padrão de sábado, das 10h às 18h, mas podem estender o atendimento até as 20h. Dia 15, o comércio funciona normalmente já que não é feriado.

REUNIÃO NA PREFEITURA

Os representantes do comércio foram recepcionados no Gabinete da Prefeitura pela secretária municipal de Saúde, Marina de Fátima Oliveira; de Assuntos Jurídicos, Tiago Lopes; de Governo, Marcos Tasca e pelo secretário chefe de Gabinete, Galileu de Mattos.

Segundo divulgado pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura, a secretária Marina reiterou sobre a situação do município, que tem apresentado um número crescente de casos de COVID-19 e sobre a não renovação por parte do Ministério da Saúde, de 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), conforme o Bragança Em Pauta publicou em primeira mão.

As demandas dos comerciantes (sobre as 12 horas) foram analisadas na sequência junto ao Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da COVID-19. E diante da situação, prezando pelos munícipes e pela saúde pública, a Administração considerou mais prudente, pelo menos neste primeiro momento, manter a abertura do comércio pelas 10 horas diárias, de acordo com o Governo do Estado, informa a SECOM.

INFORME-SE

Para ficar sempre por dentro das últimas informações sobre o coronavírus em Bragança Paulista, Atibaia e região, aliás é fácil. Acesse o link: https://bragancaempauta.com.br/tag/coronavirus/

Quer receber notícias de Bragança Paulista, bem como região no celular? É só clicar aqui:
WhatsApp do Bragança Em Pauta

 

Deixe uma resposta