Muita gente não está nem ai para Copa do Mundo 2018 e para seleção brasileira, mas para uma geração de torcedores mirins, esta pode até não ser a primeira copa deles, mas é a primeira que eles já conseguem entender o que o futebol e claro, tem entre seus preferidos, nada mais nada menos do  que Cristiano Ronaldo, Messi e Neymar,os três melhores craques do mundo.

E quando os craques fracassam? O que a criança sente?

Quando Messi perdeu o pênalti para Argentina teve criança que chorou. Muitos choraram ao ver a fraca atuação de Neymar no último domingo, 17,quando o Brasil empatou com a Suíça, logo na estréia.

Lidar com essas emoções é difícil para nós adultos, que já acompanhamos diversas competições ao longo da vida. Você imagina isto na cabeça de uma criança?

Não é fácil administrar as expectativas, ainda mais porque as crianças um pouco maiores sequer  esqueceram a derrota esmagadora para a Alemanha pelo placar de 7×1, na Copa do Brasil.



O que fazer para ajudar as crianças a lidar com tantas emoções? Especialistas recomendam práticas de meditação. I

Isto mesmo ! A meditação pode ser uma saída, para que as crianças aprendam a lidar com estes e outros sentimentos em diversos momentos da vida;

Estudos mostram que a meditação ajuda na redução do estresse em situações demandantes. “É bastante importante ensinar para os pequenos o quanto muitas das emoções vividas em situações como uma partida de futebol podem mexer com eles e com as pessoas ao seu redor. A prática meditativa ajuda-os a conhecer melhor seus sentimentos, saber técnicas para se acalmar quando assim desejarem, além de lidar melhor com possíveis frustrações”, conta Daniela Degani, fundadora do projeto MindKids, que leva a prática da meditação para escolas públicas e privadas, além de ensinar a técnica para professores e pais em cursos e workshops.

Muito do que se ensina por meio da meditação introduzida pela MindKids, tem tido resultados visíveis dentro das salas de aula e também na casa das crianças. “Há depoimentos de pais que buscaram conhecer mais da meditação devido ao novo comportamento dos filhos após as aulas”, conta Daniela, que também tem três filhos.

Confira algumas técnicas que poderão ajudar os pequenos a aprender a torcer pela nossa seleção, sem esquecer que o importante mesmo é aproveitar o momento de alegria e descontração que só o futebol permite:

Segundo a especialista uma dica interessante é escolher um lugar da casa para ser o “cantinho da meditação”. Não precisa de velas, incenso, nada disso. Apenas um espaço em que as crianças se sintam bem, onde seja possível sentar no chão sobre uma almofada. Usar o mesmo “cantinho” para a prática da meditação ajuda a criar o hábito.

Segundo a especialista, crianças bem pequenas podem entender os conceitos básicos da meditação, se explicados de maneira breve, com carinho e simplicidade. Algumas sugestões:

A meditação ajuda a gente a prestar atenção no que está acontecendo agora

Também pode nos ajudar a acalmar quando estamos nervosos ou agitados

Ajuda a sermos mais felizes e ter melhor desempenho na escola e nos esportes.

Ela acrescenta ainda que uma postura bem bacana para fazer as atividades de meditação é sentados de “indiozinho”, sobre o chão ou uma almofada, com a coluna reta e mãos sobre os joelhos.

“Sente-se você na postura, confortavelmente, sem estresse, e convide a criança a sentar-se na “posição de meditar” também. Nas primeiras vezes, é normal que os pequenos se mexam muito. Não se preocupe – seja você o exemplo, ao deixar seu corpo repousar calmo e relaxado. Com o tempo, as crianças vão relaxando também”, afirma.

Confira baixo 3 atividades para ensinar aos pequenos:

1. Meditação da mão: coloque a mão esquerda na sua frente, com a palma da mão virada para a frente. Com o indicador da mão direita vá subindo e descendo cada dedo da mão esquerda. Quando o dedo direito se movimenta e “sobe” cada um dos dedos da mão esquerda, inspiramos. Quando o dedo direito baixa, expiramos. Oriente a criança para prestar muita atenção nos movimentos do dedo direito subindo e descendo os dedos da mão esquerda, nas sensações que isso traz e em sua respiração.

2. Cachoeira de luz: diga à criança imaginar uma estrela muito brilhante e luminosa no céu. Imagine essa luz da estrela descendo e tocando o topo da sua cabeça. E como se fosse uma cachoeira de luz, essa luz vai descendo tocando cabeça, rosto, pescoço, ombros, peito, braços, barriga, pernas e pés. Por onde essa luz passa, vai relaxando nosso corpo, parte por parte, levando ao chão toda agitação, cansaço e estresse.

3. Vamos colocar o “boneco/bicho de pelúcia/Super-Homem” para dormir? Essa prática é boa para fazer a noite, antes da hora de dormir. Deite a criança com seu personagem favorito sobre sua barriga e diga a ela para “niná-lo” com os movimentos de sua respiração. Podemos explicar que respirações profundas ajudam a gente a diminuir a agitação e ter um sono tranquilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *